Fonte Nova pode não receber jogos quando o futebol retornar

"Em princípio, Fonte Nova não deve receber jogos", disse

Foto: Erik Salles / Ag. BAPRESS / Divulgação

Salvador aparece como forte candidata à sede da Copa do Nordeste em disputa com Fortaleza, porém, tudo vai depender do aval do Governo da Bahia que prorrogou a suspensão de jogos no estado até 6 de julho e até lá pode estender a proibição, o que praticamente tira as chances da capital baiana sediar o torneio. Outro empecilho, é o fato da Arena Fonte Nova estar sendo utilizada como Hospital de Campanha. A administração do estádio não vê problema em realizar as partidas no equipamento, porém, de acordo com o secretário estadual da Saúde (Sesab), Fábio Vilas-Boas, em princípio, a Arena não deve receber jogos. Com isso, o Bahia teria que mandar os seus jogos no Estádio de Pituaçu.

 

“Em princípio, não [possibilidade de haver jogos na Arena], mas não está totalmente descartado”, explicou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Ainda segundo Fábio Vilas-Boas, o hospital de campanha instalado no estádio deve funcionar, “no mínimo”, até dezembro deste ano. No local, funciona uma unidade hospitalar especializada no tratamento de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Na última quarta-feira (1º), o prefeito ACM Neto (DEM) admitiu a possibilidade e afirmou que mantém conversas para isso, mas destacou que ainda não há martelo batido.

Além da Fonte Nova, Salvador possui Barradão e Pituaçu como estádios prontos para receber grandes jogos. Enquanto isso, Feira de Santana poderia ser uma subsede, já que o município tem a Arena Cajueiro e o Joia da Princesa.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*