Bahia parabeniza dois ídolos do clube que fazem aniversário neste domingo

Nonato e Zanata são os aniversariantes deste domingo

Neste domingo (05), dois ídolos do Esporte Clube Bahia fazem aniversários e receberam felicitações do clube nas redes sociais. Trata-se do ex-lateral Zanata e do atacante Nonato. Zanata marcou seu nome na história do Bahia nos anos 80. Lateral-direito eficiente no ataque, chamava muita atenção principalmente nas cobranças de laterais, que costumavam virar cruzamentos. Das mãos de Zanata surgiram jogadas para vários gols baianos de Sandro, Bobô, Osmar e companhia. Também era bom cobrador de faltas e pênaltis. Nascido no Rio de Janeiro, em 5 de julho de 1958, o ex-jogador passou por algumas equipes do futebol brasileiro, entre elas o Palmeiras, Atlético Mineiro, Flamengo e a Portuguesa. Com a saída para o Verdão em 1988, foi substituído por Tarantini no time de Evaristo de Macedo.

 

Raimundo Nonato de Lima Ribeiro nasceu em 5 de julho de 1979. Tricampeão Baiano e bicampeão da Copa do Nordeste pelo Bahia, Nonato ocupa as duas primeiras posições como maior artilheiro do clube em uma temporada no século XXI. Em 2002, marcou 35 gols; em 2001, 34. Gilberto, que foi o grande goleador do tricolor em 2019, fez 29 gols, igualando a marca de Kieza. Goleador nato, ele é o sétimo maior artilheiro da história do Bahia, com 125 gols marcados, foi vice-artilheiro do Copa do Nordeste de 2002, com 12 gols, e artilheiro da Copa do Brasil de 2003, marcando 09 gols.

Depois de sua saída do Bahia, Nonato teve duas excelentes temporadas na Coreia do Sul, onde foi artilheiro pelo Daegu FC e FC Seoul. Retornou ao Brasil para defender o Goiás e após uma breve passagem pelo Fortaleza, acertou sua volta ao Bahia, em 2007, participando do momento mais difícil da história do clube: no segundo ano na Série C. Ao todo, marcou 19 gols somente naquele ano e ajudou o Tricolor a subir de divisão. Esse ano, retornou ao futebol baiano para vestir a camisa do Vitória da Conquista no Campeonato Baiano. Nonato tem apenas três gols a menos do que o sexto maior artilheiro do Bahia, Marcelo Ramos. Sua última passagem pelo Tricolor Baiano foi em 2007.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*