Presidente do Bahia volta a exaltar MP do Governo e detalha vantagens

"MP traz um modelo que estimula muito a formação de blocos parciais"

Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

A Medida Provisória assinada pelo presidente da república, Jair Bolsonaro, que trouxe alterações nos direitos de transmissão de jogos dos clubes, agradou bastante o presidente Guilherme Bellintani, que já havia se posicionado favorável através das redes sociais e voltou a exaltar à mudança que, de certa forma, abre caminho para o tricolor transmitir os jogos através da internet. Neste mês, o clube apresentou uma nova modalidade de sócio-torcedor, o Sócio-Digital, que rende acesso a um novo aplicativo oficial do clube que terá o objetivo de concentrar todo o material audiovisual produzido pelo departamento de comunicação do Esquadrão. O mandatário detalhou as vantagens que vê com as novas regras para fechar os acordos comerciais. Para o dirigente, ela estimula a formação de grupos de agremiações para conseguir melhores contratos.

 

“Muita gente me perguntando porque estou tão animado com o novo modelo dos direitos de TV. Vou detalhar. O modelo atual é desigual, é horrível. Não foi capaz de promover a união dos 20 clubes. E nenhuma lei que obrigue a união plena seria aprovada no Brasil hoje, sejamos realistas. Sem a ideal união de 20 clubes (quem sabe um dia), a MP traz um modelo que estimula muito a formação de blocos parciais, consórcios de clubes, etc. Pode ser um começo da cultura de união, que até então não estava fortalecida. Antes da MP, se dez clubes se unissem em bloco, poderiam vender 90 jogos do Brasileirão (do total de 380).”, explicou no Twitter.

“Mesmo sendo 50% dos clubes, só detém menos de 25% dos jogos. Os outros jogos desses clubes desaparecem do mercado, viram pó. Clube ganha menos e o torcedor é prejudicado. Com a MP, esses dez clubes passariam a vender 190 jogos, mais que dobrando a quantidade de jogos a serem comercializados. O produto, portanto, valerá mais, e o torcedor é diretamente beneficiado com isso”.

“Se, por exemplo, Flamengo, Corinthians, Palmeiras, Vasco, etc fecham com a Globo, a única saída para o Bahia na TV Aberta é fechar com a Globo. Porque se o Bahia não tiver esses jogos a TV aberta vale muito pouco. Com a MP, a TV aberta do Bahia ganha mais força. Temos como vender nossos jogos contra Flamengo, Corinthians, Vasco e Palmeiras. Mais uma vez, a formação de blocos será importante. Bahia sozinho não terá muitos caminhos”, disse o dirigente.

Comentários:

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Grêmio e Inter se unem contra MP que altera direitos de transmissão
  2. Bellintani vê PPV em declínio e aposta em plataforma própria de streaming

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*