Torcidas de clubes rivais saem às ruas em defesa da democracia ameaçada

Enquanto isto, o Brasil caminha para 30 mil mortos pelo Covid19

Enquanto o Brasil chega aos 29.314 mortos, decorrentes da crise sanitária causada pela pandemia do coronavírus, e um total de além de MEIO MILHÃO de infectados, o país viveu hoje uma autêntica efervescência política com protestos de repúdio e apoio ao presidente desastrado Jair Bolsonaro, no estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. Na Capital paulista, membros da Gaviões da Fiel, torcida organizada do Corinthians, ocuparam a Avenida Paulista, junto com torcedores do Palmeiras e de outros clubes, em defesa da democracia seriamente ameaçada com o avanço autoritário do atual presidente da república. No Rio, flamenguistas protestaram em Copacabana.

 

Em Belo Horizonte (MG), movimentos populares, partidos políticos e torcidas organizadas ‘antifascistas’ de Atlético, Cruzeiro e América se juntaram para protestar neste mesmo sentido.

Ainda em São Paulo torcedores vestidos de preto, uma das cores do Corinthians usando as máscaras exigidas para impedir o contágio por coronavírus se reuniram no vão do Masp (Museu de Arte de São Paulo) por volta do meio-dia e depois percorreram a Paulista gritando “Democracia!”.

Torcedores do Palmeiras, rival do Corinthians, também se uniram aos gaviões na manifestação em defesa da democracia. O protesto reuniu mais de uma centena de pessoas assistido e repelida pela polícia para evitar confronto com uma manifestação pró-Bolsonaro na mesma região.

Deixe seu comentário

1 Comentário

  1. Isso que é faça o que falo mas não faça o que faço. São torcidas intolerantes que não aceitam que pessoas torçam para outros times. Afinal vemos diversos exemplos de agressões de parte a parte, e algumas com fatalidades, inclusive no exterior.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*