Grêmio cancela reapresentação após 4 casos de coronavírus no clube

Grêmio já confirmou quatro casos de coronavírus no clube

Após quatro dirigentes do clube serem diagnosticados com o novo coronavírus, o Grêmio anunciou nesta segunda-feira que decidiu cancelar a reapresentação do elenco – que estava marcada para esta terça-feira (24), às 9h – e suspender todas as atividades por tempo indeterminado. O clube tinha paralisado os treinos por uma semana, no entanto, nos últimos dias quatro dirigentes tiveram confirmação da covid-19. A diretoria espera por atualização no quadro da pandemia do novo coronavírus para avaliar data de retorno.

 

Na sexta (20), jogadores e membros da comissão técnica foram ao CT para exames médicos e vacinação contra a gripe. Renato Gaúcho, liberado pela diretoria, ficou no Rio. Neste domingo (22), o Grêmio através de nota anunciou que o seu presidente Romildo Bolzan Júnior testou positivo para o Covid-19 e está em isolamento em casa há oito dias. Ele é o quarto dirigente do Grêmio diagnosticado com o Covid-19.

Romildo Bolzan tem 60 anos e antes dele, o Tricolor confirmou os casos positivos do assessor adjunto nas categorias de base, Eduardo Fernandes, e do vice-presidente Claudio Oderich. No último sábado (21), foi a vez do também vice-presidente Marco Bobsin ser diagnosticado com o Covid-19. O Campeonato Gaúcho foi suspenso até o dia 30 de março e a Libertadores não será reiniciada antes do dia 5 de maio. Já o Brasileirão não tem data para começar.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*