Estaduais estão mantidos e Brasileirão deve ser disputado até dezembro

CBF vai buscar uma forma de encaixar os estaduais no calendário

Nesta quinta-feira, representantes de 46 clubes se reuniram com a Confederação Brasileira de Futebol para tratar de assuntos relacionados ao futuro do futebol brasileiro, quando a pandemia do coronavírus for controlada. Na reunião, o diretor de competições da CBF, Manoel Flores, garantiu que se o futebol brasileiro retornar ate 1º de julho, há calendário suficiente para disputar os dois torneios e sem mexer no formato de disputa, além disso, os Estaduais inicialmente estão mantidos, porém, ainda não há nenhuma definição de como será encaixado no calendário e deve ser resolvido em futuras reuniões. Walter Feldman falou sobre os estaduais.

 

“Não tem como nesse momento dizer isso. O desejo já manifesto é de cumprir o calendário. Apertar, ajustar, como vai ser feito, não é possível saber”, disse Walter Feldman, secretário-geral da CBF.

Alguns representantes de clubes também externaram a insatisfação com a CBF, usando as Federações mundo afora que se colocaram à disposição para ajudar os clubes, como aconteceu na Espanha. O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, foi quem mais ponderou durante esse assunto e reclamou da falta de suporte da entidade, principalmente com os times com menos poder financeiro.

A CBF vem participando dessas reuniões e nesta quinta também se pronunciou sobre calendário, outra preocupação dos clubes, que já anteciparam o desejo de manutenção das fórmulas das Séries A e B. Um desafio diante de meses perdidos e da imprevisibilidade do retorno ao futebol.

“Trabalhamos com expectativa otimista de não haver nenhuma alteração nos campeonatos. Vamos tentar encontrar datas pelas liberações de Copa América, Eliminatórias… Ainda é uma visão conservadora, sem ajustes, sem alterar essência de nada”, comentou Feldman.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*