Alvo do Bahia, Rossi se despede do Vasco e cutuca diretoria do clube

Rossi alega falta do 13º salário, férias e direitos de imagem

Foto: Marcelo Régua / Agência O Globo

Apesar do desejo da diretoria vascaína em uma renovação de contrato, o atacante Rossi não permanece no Vasco da Gama na temporada 2020. O comunicado foi feito pelo próprio do jogador, por meio de suas redes sociais, nesta sexta-feira. O atleta se despediu do clube e da torcida, e aproveitou para cutucar a diretoria cruz-maltina citando “obrigações e promessas não cumpridas”, devido a falta de pagamento do 13º salário, férias e direitos de imagem. O “Búfalo”, como é apelidado, conseguiu rescindir seu contrato com o Shenzhen FC, da China, no início de 2020, e vem sendo cobiçado por Fortaleza, Al Nassr da Arábia Saudita, Fluminense e Ceará. Ele foi oferecido ao Botafogo que desistiu da contratação devido a pedida salarial de R$ 400 mil por mês. O Vasco demonstrou interesse em sua renovação, mas sua pedida foi considerada alta pela diretoria.

 

“Olá torcedor cruzmaltino, não retornarei ao Vasco em 2020 e gostaria de agradecer a vocês torcedores vascaínos por esse ano de 2019. Juntos passamos por alegrias e tristezas e sem dúvida essa é uma das torcidas mais empolgantes, apaixonadas e entregues a um time de futebol que eu ja vi! Foi realmente uma honra vestir essa camisa, me entreguei de corpo e alma, até quando não tinha mais fôlego. Procurei sempre me entregar dentro de campo para bem representá-los. As coisas não aconteceram como gostaria, obrigações e promessas infelizmente não foram cumpridas. Então é isso, OBRIGADO VASCO DA GAMA. Até logo!”, escreveu na sua conta do Instagram.

Natural de Prainha (PA), Rosicley Pereira da Silva, mais conhecido como Rossi, tem 26 anos e acumula passagens pelas divisões de base de Flamengo e Fluminense antes de se profissionalizar com a camisa da Ponte Preta, em 2012. Rodou ainda por Mogi Mirim, Paraná, Operário Ferroviário, São Bento, Goiás, Chapecoense até ser negociado com o Shenzhen FC, da China, em 2017. No futebol chinês, atuou apenas 8 jogos e marcou 2 gols. Foi emprestado ao Internacional em 2018, onde marcou 1 gol em 30 partidas, e em 2019 vestiu a camisa do Vasco da Gama, sendo peça importante da equipe. Foram 41 partidas e 4 gols anotados.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*