Sem criatividade, Bahia empata com o Fortaleza e deixa de entrar no G-6

Esquadrão saiu atrás, mas buscou o empate com Gilberto

Foto – Felipe Oliveira/EC Bahia

Em duelo pobre tecnicamente e com raros lances de emoção, decepcionando os mais de 30 mil torcedores que foram à Arena Fonte Nova na tarde deste domingo, o Esporte Clube Bahia ficou apenas no empate em 1 a 1 com o Fortaleza, clássico nordestino valendo pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro da Série A. Felipe Pires fez para os cearenses, enquanto Gilberto, sempre ele, igualou para o Tricolor Baiano. Com o resultado, o Bahia aumenta a invencibilidade para nove jogos sem perder (4 triunfos e 5 empates), contudo, permanece no 7º lugar agora com 31 pontos, perdendo grande chance de fechar o primeiro turno no G-6 já que o Corinthians perdeu para o Fluminense por 1 a 0 em Brasília. Já o Leão do Pici segue na parte baixa da tabela, em 14º com 22 pontos.

 

Um primeiro equilibrado com um justo empate por 1 a 1. Aos 9 minutos, o Fortaleza abriu o placar após contra-ataque que começou com passe errado do meia Guerra lá na frente, pegando a defesa do Bahia desguarnecida, Osvaldo encontrou Felipe Pires que mesmo sem muito ângulo tocou por cima na saída do goleiro Douglas. A resposta do Esquadrão foi imediata. Aos 11 minutos, Artur foi derrubado por Carlinhos dentro da área. Pênalti marcado pelo árbitro, confirmado pelo VAR e convertido pelo centroavante Gilberto aos 13 minutos. O time baiano teve mais posse de bola, porém, se precipitou nas jogadas de ataque que terminaram com erros de passe ou conclusões mal elaboradas. O Leão do Pici, por sua vez, se fechou muito bem e chegou pouco, mas finalizou algumas vezes.

Ouvindo o pedido de boa parte da torcida, o técnico Roger Machado mexeu no time que voltou para o segundo tempo com Élber no lugar de Lucca que não fez um bom primeiro tempo. O Bahia seguiu com a posse de bola e maior domínio, no entanto, pouquíssima criatividade para furar o bloqueio montado pelo técnico Zé Ricardo que recuou mais o time no segundo tempo, enquanto o treinador do Bahia colocou Arthur Caíke e Fernandão, tentando pressionar os visitantes.

O Bahia enfrentou o Fortaleza com: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e Guerra (Arthur Caíke); Artur (Fernandão), Lucca e Gilberto.

O próximo compromisso do Esporte Clube Bahia é um confronto direto valendo seis pontos. No sábado (21), visita o Corinthians, outro concorrente na briga por uma vaga na Libertadores, às 21h, na Arena de Itaquera, abrindo o returno do Campeonato Brasileiro da Série A. O Esquadrão só volta a atuar em Salvador na 21ª rodada, no dia 25, quando recebe o Botafogo, às 21h30, na Arena Fonte Nova. Já o Fortaleza na próxima rodada enfrenta o Palmeiras, no domingo (22), às 16h, na Arena Castelão.

 

Deixe seu comentário

1 Comentário

  1. O empate e oportunidade de chegar em quinto ou sexto lugar, é resultado de contratações equivocadas. O único jogador que conseguia criar alguma coisa (Ramires), é emprestado e a diretoria desde a parada para copa America não se mobilizou para contratar um meia que justificasse sua contratação.
    Para finalizar Bellintani, pelo amor de Deus, final do ano troca Moisés vende e manda embora esse lateral.

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Google
  2. Google

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*