Em grande fase, Bahia enfrenta o Fortaleza de olho em um lugar no G-6

Esquadrão pode terminar a rodada até quarta colocação

Foto – Felipe Oliveira/EC Bahia

Invicto há oito jogos, sendo três triunfos em sequência e sem sofrer gol, o Esporte Clube Bahia volta a campo neste domingo (15) o Fortaleza, às 16h, na Arena Fonte Nova, clássico nordestino valendo pela 19ª e última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro da Série A. De olho no G-6 do Brasileirão, o Esquadrão vem de triunfo sobre o Vasco por 2 a 0 no Rio de Janeiro e ocupa a sétima colocação com 30 pontos, enquanto o Leão do Pici é o 13º colocado com 21 pontos e na rodada passada perdeu para o Fluminense por 1 a 0 em plena Arena Castelão. O Bahia faz sua melhor campanha em um primeiro turno de Brasileirão, superando a de 2018 quando em 19 primeiras rodadas somou 25 pontos. Se vencer, o Esquadrão pode terminar a rodada até quarta colocação, porém, precisaria torcer por tropeços de Internacional, São Paulo e Corinthians.

 

O Esporte Clube Bahia vem fazendo uma excelente campanha no Campeonato Brasileiro da Série A e figura como um dos candidatos a brigar por vaga na Copa Libertadores. O time de Roger Machado não perde há oito jogos, com quatro triunfos (Flamengo, Atlético-MG, CSA e Vasco) e quatro empates (Cruzeiro, Chapecoense, Palmeiras e Goiás), além disso, a defesa nã sofreu gol em 10 dos 18 jogos. São três jogos seguidos vencendo e não tomando gol, chegando a marca de 295 minutos, contra Atlético-MG (96), CSA (100) e Vasco (99). Um dos destaques do time é o artilheiro Gilberto que tem 24 gols em 40 jogos, 9 desses gols anotados no Brasileirão onde é o vice-artilheiro, atrás apenas de Gabriel, do Flamengo, com 16.

ARBITRAGEM: Para o jogo, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) escalou um quadro de arbitragem do Rio de Janeiro. Quem apita o duelo de nordestinos é o árbitro carioca Wagner do Nascimento Magalhães, do Rio de Janeiro. Ele será auxiliado por Michael Correia e Luiz Claudio Regazone. No árbitro de vídeo, o comando é de Pathrice Wallace Corrêa Maia, com Joao Batista de Arruda e Diogo Carvalho Silva, todos do Rio de Janeiro.

PROVÁVEL ESCALAÇÃO: Após servir a Seleção Olímpica, o meia-atacante Artur retornou com dores e não treinou nos primeiros dias, porém, ele próprio em entrevista confirmou que está a disposição. Com isso, deve voltar ao time no lugar de Élber. A única dúvida é no meio-campo. Quando atua fora de casa, Roger opta por escalar três volantes de ofício, como aconteceu contra o Vasco, com Flávio, Gregore e Ronaldo. No entanto, no último jogo em Salvador, o treinador escalou apenas dois volantes e preferiu pela entrada do meia venezuelano Alejandro Guerra jogando centralizado atrás do trio de ataque. Desta forma, existe essa incógnita, que só será desvendada minutos antes da bola rolar. O provável Bahia para enfrentar o Fortaleza tem: Douglas; Nino, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio, Ronaldo (Guerra); Artur, Lucca e Gilberto.

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*