Atacante Rafael Moura pode ser titular no Goiás contra o Bahia na Fonte Nova

Bahia e Goiás se enfrentam no próximo Domingo na Fonte Nova

(Foto: Reprodução/Twitter/Goiás)

Ocupando uma boa posição na tabela da pontuação, por obra e fruto do ótimo desempenho antes do recesso da Copa América, Goiás ocupa neste momento a décima terceira posição com 17 pontos, três apenas abaixo do Bahia, seu adversário no próximo Domingo na Arena Fonte Nova, onde tentará quebrar a má fase que vive na competição. Já são seis jogos sem vitória, sendo que acumulou neste período duas derrotas expressivas pelo placar de 6 x 1 para o Flamengo e Santos, ambos os jogos atuando longe de casa. Fora isto, no seu último compromisso perdeu para o Vasco da Gama dentro do Estádio Serra Dourada em Goiânia pelo placar de 1 x 0.

 

Para o jogo, o Goiás do recém contratado treinador Ney Franco que quando treinou o Vitória tinha muitas dificuldades em vencer o Bahia, não terá o atacante de Kayke suspenso pelo terceiro pelo terceiro cartão amarelo.

O substituto natural é Rafael Moura que estreou no Goiás na quarta-feira no empate 0 x 0 contra o Brasiliense pela Copa Verde. O jogador já veterano hoje com 36 anos tem uma longa histórica no futebol brasileiro atuando em vários clubes, como nos Atléticos (MG/PR) Internacional, Fluminense, Figueirense, Vila Nova, Vitória e uma curta passagem pelo futebol francês.

Se atuar contra o Bahia, será a primeira vez que atuará como titular.

“O planejamento era de participar esses quarenta e cinco minutos, tentar me movimentar e pagar cada vez mais ritmo. Eu já entrei no decorrer de algumas partidas. Ontem eu tentei participar um pouquinho mais e não foi muito da maneira que a gente queria. Eu participei pouco com bola e teve algumas bolas alçadas. Isso é bom para você pegar algum ritmo de jogo, movimentar e marcar. Foi um primeiro tempo bom nesse quesito físico. Vou aguardar uma possibilidade do Ney para se confirmar poder jogar domingo e fazer uma bela partida”, afirma Rafael Moura.

“Não é o ideal perder jogadores por lesão, pois fazem parte do time principal. Nós perdemos um pouco, mas quem vai entrar está louco por essa oportunidade e para mostrar para o novo treinador, que tem qualidade para vestir essa camisa. Nós temos vários fatores negativos. O time do Bahia vem forte e contra os nossos desfalques. Isso tudo tem que servir de motivação para gente conseguir um resultado lá (Salvador)”, finalizou técnico em entrevista ao site oficial do Goiás.

Deixe seu comentário

Autor(a)

15/08/2019 às 20h33

Dalmo Carrera

Fundador e administrador do Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*