Ainda sem vencer fora, Bahia tentará derrubar invencibilidade do Palmeiras

Verdão ainda não perdeu como mandante neste Brasileirão

GUGA GERCHMANN/RAW IMAGE

No décimo primeiro lugar com 19 pontos, o Esporte Clube Bahia entra em campo neste domingo buscando confirmar o expressivo triunfo em cima do sempre afamado Clube de Regatas do Flamengo na última rodada quando venceu por 3 a 0 na Arena Fonte Nova com show do atacante Gilberto, e terá pela frente o Palmeiras, que é uma autêntica pedreira notadamente quando observado a campanha do adversário atuando dentro dos limites do seu cercado.

 

O Palmeiras disputou seis partidas como mandante no Brasileirão até o momento e não foi derrotado em nenhuma delas: foram cinco vitórias e um empate. Os adversários foram Fortaleza (4 a 0, no Allianz Parque), Internacional (1 a 0, no Allianz Parque), Santos (4 a 0, no Pacaembu), Athletico-PR (1 a 0, no Allianz Parque), Avaí (2 a 0, no Allianz Parque) e Vasco (1 a 1, no Allianz Parque). Nestes confrontos, o verdão marcou 13 gols e sofreu apenas um.

Evidente que sabemos que até casa de pedra cai e desmorona, assim como as de taipas, porém, não se pode negar que os números frios demonstra no primeiro momento, o grau de dificuldade que terá o tricolor de aço em São Paulo. Por outro lado, o estilo “Indestrutível” do adversário dentro de casa agrega valor e maximiza um desejado triunfo tricolor hoje à tarde. Em contrapartida, o Bahia fora de casa ainda não fez nenhuma gracinha e segue na busca pelo seu primeiro triunfo como visitante. Foram seis jogos, com três derrotas (Botafogo, Athletico-PR e Internacional) e três empates (Chapecoense, Ceará e São Paulo).

Para o jogo entre Palmeiras e Bahia, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sorteou como árbitro principal o mineiro Igor Junio Benevenuto. Ele será auxiliado por Sidmar dos Santos Meurer e Ricardo Junio de Souza, ambos também de Minas Gerais. No árbitro de vídeo, o comando é de Ricardo Marques Ribeiro, com auxílio de Vinicius Gomes do Amaral, do Rio Grande do Sul, e Felipe Alan Costa de Oliveira, de Minas Gerais.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*