Meia revela conversa com Paulo Carneiro e confia na recuperação do Vitória

Felipe Gedoz vem batalhando por conta do excesso de peso

Foto: ASCOM / Vitória

Aniversariante do dia, o meia Felipe Gedoz, agora com 26 anos, concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira (12), na sala de imprensa do CT Manoel Pontes Tanajura. O jogador falou sobre o momento ruim que o time passa no Campeonato Brasileiro, onde ocupa a lanterna com 4 pontos após 10 jogos disputados – vencendo apenas um jogo contra o Vila Nova na 2ª rodada por 2 a 1 no Barradão), perdendo 8 vezes e empatando uma. Gedoz admite que a fase é dolorosa, porém, garante que o grupo tem capacidade e confia na volta por cima.

 

“Tenho total certeza e confiança que a gente vai sair dessa. É ruim, é difícil, doloroso, mas temos que continuar trabalhando que a gente vai sair dessa fase negativa. Nosso elenco tem capacidade. Quando a fase é ruim, péssima desse jeito, temos que ter os pés no chão, ter inteligência, saber jogar. A maioria dos jogos, a gente vai enfrentar como foi contra o Cuiabá, que veio para se defender e por uma bola. A Série B é isso”, afirmou.

O meia, que chegou acima do peso e foi citado em um áudio vazado pela imprensa do presidente Paulo Carneiro chamando a atenção de alguns jogadores, revelou uma conversa com o mandatário e afirma que vem se dedicando. “Conversei com Paulo Carneiro no começo e disse que queria apenas uma oportunidade para mostrar tudo o que sei. Estou feliz, satisfeito e com vontade. Sem isso não teria essa recompensa que estou tendo hoje. Batalhei, sofri, mas estou aí. Isso é com minha dedicação”.

Na entrevista, o meia lembrou o pai, Djalma Conceição, que foi jogador. “- Meu pai é meu espelho, porque estou aqui graças a ele. Também era jogador. É um cara que conversa comigo muito, me educa, me incentiva. Sempre esteve comigo”.

Com Lucas Cândido, Vitória segue preparação com foco no Criciúma

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*