Gilberto elogia reforços, lamenta lesão de Nino e celebra boa fase no Bahia

Atacante tem 17 gols em 31 jogos pelo Bahia no ano

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Autor do gol que decretou o empate em 1 a 1 com o Grêmio na última quarta-feira, pela partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil, o atacante Gilberto falou com a imprensa no desembarque da delegação tricolor em Salvador após retornar de Porto Alegre. O camisa 9, artilheiro do ano entre os jogadores da Série A, com 17 gols em 31 jogos, celebrou a boa fase pelo Esquadrão e espera manter a pegada para ajudar o time nas disputas do Brasileiro da Série A e na Copa do Brasil. O próximo compromisso é no sábado, às 19h, contra o Santos, em Pituaçu.

 

“Eu procuro ajudar meus companheiros. Acho que é um momento bonito que estou vivendo, mas também é um momento coletivo, um momento em que o grupo se fortalece a cada dia, que vem crescendo de produção. Espero continuar neste ritmo, porque a gente tem um campeonato muito difícil, que é o Brasileiro, e a Copa do Brasil, que é muito importante para a gente.”

O atacante elogiou as chegadas dos novos reforços: “Acho que a gente tem que continuar na pegada que nós estamos, independente de quem comece os jogos. O time está cada dia mais qualificado. A chegada de Juninho e Guerra, Marllon e outros jogadores mostra que o grupo está se qualificando ainda mais. Isso é importante para que eles também tenham rodagem dentro do grupo e jogos, e isso faz com que a gente se fortaleça”

Gilberto também lamentou a lesão do lateral-direito Nino Paraíba. “O Nino teve um problema no tornozelo. É um cara super importante para a gente. Se ele não puder jogar, a gente vai ter jogadores que vão suprir essa carência. Se tratando do Nino, um cara que corre tanto por nós todos, a gente fica um pouco triste. Mas ele sabe que isso pode acontecer e que vão ter outros para suprir a carência dele e fazer o máximo para conseguir isso e ajudar nossos companheiros.”

Sobre o jogo de volta contra o Grêmio, ele prega pés no chão: “A gente não pode desprezar uma equipe tão qualificada como o Grêmio. A gente tem que fazer o nosso máximo, buscar o resultado, porque é uma coisa que a gente quer muito. Sabemos que a outra equipe também vai querer o resultado. Mas a gente, com humildade, vai chegar lá”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*