Bahia tenta repatriar lateral-direito que atua no futebol português

João Pedro defendeu o Bahia em 2018 e hoje atua no Porto

Foto: Movenotícias

Em entrevista recente, o diretor de futebol do Bahia, Diego Cerri, afirmou que o ciclo de contratações não estava totalmente fechado em caso de uma boa oportunidade de mercado. Nesta terça-feira (30), surge a informação vinda da imprensa portuguesa, mais precisamente do site “Mais Futebol”, de que o Esquadrão estaria tentando repatriar o lateral-direito João Pedro, que defendeu o tricolor baiano em 16 jogos na temporada 2018 antes de ser vendido pelo Palmeiras ao Porto-POR por 4 milhões de euros (R$ 17,5 milhões), repassando 10% ao clube baiano como taxa de vitrine.

 

João Pedro não está nos planos do clube português e entrou na mira do Bahia quando a diretoria buscava um jogador para disputar posição com Nino Paraíba. No entanto, na época, o Porto dificultou o negócio e o Esquadrão acabou contratando Ezequiel. As conversas voltaram nos últimos dias e um desfecho positivo não é descartado. Hoje, Nino Paraíba é o titular da posição, tendo Ezequiel como reserva imediato. Flávio, que é volante, as vezes é improvisado no setor.

João Pedro chegou ao Bahia em 2018 emprestado pelo Palmeiras até 31 de dezembro, porém, no contrato existia uma cláusula onde obrigava o Esquadrão a liberá-lo em caso de alguma proposta, e foi o que aconteceu. O Porto, de Portugal, se interessou pelo jogador e pagou 4 milhões de euros (R$ 17,5 milhões). O Verdão tinha 50% dos direitos econômicos e repassou 10% ao Bahia como taxa de vitrine.

João Pedro, de 21 anos, foi revelado na base do Palmeiras e subiu para o time profissional em 2014, ajudando o clube a permanecer na Série A daquele ano. O jogador participou dos títulos da Copa do Brasil (2015) e do Campeonato Brasileiro (2016). Em 2017 ele foi emprestado a Chapecoense, jogando 29 jogos e marcando 1 gol. Em 2018 desembarcou no Fazendão por empréstimo, atuou em 16 jogos, mas não balançou a rede.

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*