Tiago Baiano celebra novo triunfo do Jacuipense na Série D e mira duelo com o Vitória-PE

"Continuamos com os pés no chão", afirmou o jogador

Foto: Divulgação / Jacuipense

Entre os clubes com melhor aproveitamento e ainda 100% na Série D após vencer ASA (2 x 0) no Valfredão e Campinense (1 x 0) no Amigão, o Jacuipense já pensa no próximo compromisso pela competição, diante do Vitória de Pernambuco, domingo (19), às 16h, no Estádio Eliel Martins, em Riachão do Jacuípe. Líder do Grupo A7, com 6 pontos, 3 gols marcados e nenhum sofrido, o Leão do Sisal está muito perto da classificação.

Em entrevista ao site Futebol Bahiano, o lateral-direito Tiago Baiano comemorou a vitória sobre o Campinense na Paraíba e destacou a boa atuação da equipe que atuou como se estivesse em casa e não deixou o adversário jogar.

“Foi um jogo pegado, muito difícil. Sabemos que a equipe do Campinense era muito difícil de perder dentro do estádio Amigão. Mas, graças a Deus, trabalhos a semana toda, estudamos o adversário e jogamos nos erros deles. Apertamos a marcação lá na frente, não deixamos ele jogar, primeiro tempo tivemos bastante posse de bola, mais do que o adversário. Fizemos um excelente jogo. Foi muito bom vencer fora de casa”, disse o jogador.

 

Já focado no duelo contra o Vitória de Pernambuco, Tiago alertou que o time não pode desmerecer o adversário e entrar em campo achando que já está classificado. O jogador frisou que o grupo continua com os pés no chão e trabalhando forte para colocar força total nessa reta final da primeira fase e carimbar a classificação.

“Estamos bem, 100% graças a Deus na competição e vamos cada dia mais crescer. Temos um jogo difícil contra o Vitória de Pernambuco aqui dentro de casa. A gente não pode desmerecer o adversário e achar que já estamos classificados. Continuamos com os pés no chão e vamos colocar força total nessa reta final da primeira fase. Continuamos humildes, trabalhando forte, nos fortalecendo. Ainda restam mais quatro jogos e tudo pode acontecer. Se Campinense e ASA empatarem, praticamente selamos nossa classificação”, destacou.

Ouça o áudio da entrevista:

 

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*