Sem mistério, Botafogo está pronto e escalado para enfrentar o Bahia

Jogo entre Botafogo e Bahia encerra a 2ª rodada do Brasileiro

Eduardo Barroca.Treino do Botafogo no Estadio Nilton Santos. 01 de Maio de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo.

O Botafogo não está tão somente pronto como também escalado para o jogo desta quinta-feira contra o Bahia que encerra a segunda rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, iniciada nesta quarta-feira com a realização de oito jogos, alguns ainda em andamento.

Em época que a maioria dos clubes não divulgam os jogadores relacionados, o técnico Eduardo Barroca sem qualquer mistério, antecipou o time titular para o segundo duelo no Campeonato Brasileiro e como previsto com as presenças de Diego Souza e Gilson como novidades. Eles entram e assumem os postos antes ocupados por Wenderson e Jonathan.

Assim, o time entra em campo com: Gatito Fernández; Marcinho, Carli, Gabriel e Gilson; Bochecha; João Paulo, Cícero, Rodrigo Pimpão e Erik; Diego Souza.

Será a primeira vez que o treinador Eduardo Barroca comandará o Botafogo diante de sua torcida, no Estádio Nilton Santos, e o fator casa, de grande importância no Campeonato Brasileiro, é um dos pontos que o Glorioso pretende explorar diante do Bahia. Conhecedor do rival, por onde já trabalhou como auxiliar e treinador, Barroca espera um jogo difícil diante do Bahia, nesta quinta-feira, às 20h, mas confia no poder da sua equipe para buscar a primeira vitória na competição.




É um jogo importante para gente. Sabemos que é um adversário difícil e que venceu o Corinthians na primeira rodada. Vamos jogar em casa e tenho muita confiança no que temos trabalhado e ainda podemos crescer. Espero que amanhã possamos sair do jogo com a vitória, que é o que nos interessa – disse Barroca

– Espero um Bahia de muita qualidade, boa velocidade, mobilidade. A equipe do Bahia tem muitos jogadores de versatilidade, dois volantes com alta capacidade de marcação e saída para o jogo, dois laterais de força ofensiva e uma dupla de zaga consistente. O Roger é um treinador que organiza muito bem as suas equipes e que nunca abre mão da qualidade do jogo. Acho que as pessoas que vierem ao Nilton Santos verão um jogo de alta qualidade.

– Aproveitei desde segunda-feira para enfatizar muito uma coisa que ainda não tinha tido oportunidade, que é a bola parada, a finalização de fora da área… Tivemos a oportunidade de nesses três dias, mais terça e quarta, criar uma lógica para transformar essa posse em oportunidades de gol. Trabalhamos bastante isso para esse próximo jogo.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*