Plotagens do Bahia devem ser removidas e recolocadas na Fonte Nova antes e depois dos jogos

A justiça através do juiz Glauco Dainense divulgou uma nova nota

Ainda no mês passado, a Justiça da Bahia através de sentença do juiz Glauco Dainese de Campos, da 7ª Vara da Fazenda Pública, deliberou que as plotagens que fazem alusão ao Esporte Clube Bahia deveriam ser retiradas da Arena Fonte Nova atendendo ação popular, relacionado a violação de princípios administrativos, e determinou a retirada das peças publicitárias alusivas ao Bahia na Arena Fonte Nova. O magistrado obrigou o clube a remover pinturas, plotagens e placas do estádio, no prazo de 15 dias, sob multa diária de $20 mil. A decisão manteve a loja do tricolor na Arena Fonte Nova

Porém, nada aconteceu, ou não se tem notícias que o Bahia buscou abrigo na justiça, sabe-se apenas que nada mudou e tudo se manteve como antes.

No entanto, em nova determinação o juiz Glauco Dainense voltou ao tema e agora determinou que a administração do estádio terá um prazo de até 48 horas antes e depois de cada jogo do Bahia para instalar e desinstalar as plotagens atendendo em parte o recurso impetrado pelo Consórcio que administra o Estádio.

Confira a íntegra da nota da Fonte Nova:

“A Arena Fonte Nova esclarece que, sobre este tema, se restringe a cumprir estritamente o que dispõe o Contrato de Concessão celebrado junto ao Estado da Bahia, informando que todo a comunicação visual que encontra-se presente na Arena Fonte Nova é de caráter removível, e portanto, proporcionando o atendimento integral ao que dispõe o Contrato de Concessão.

Esclarecemos também que, conforme previsto no mesmo Contrato de Concessão, o Esporte Clube Vitória ou qualquer outra agremiação do futebol baiano, terão os mesmos direitos e prerrogativas que o Esporte Clube Bahia em caso de celebração de contrato com a Arena Fonte Nova.

Por fim, informamos que, sobre a questão relativa ao processo judicial, somente nos manifestaremos nos autos do processo, não tendo nada a comentar sobre este tema”.

Deixe seu comentário

6 Comentário

  1. Essas putadas tricoletes tomam de sete não conseguirão ninca descintar e ficam chorando, querem roubar estádio pq sabem que não vão ter casa propria, e agoram tomaram no toba

  2. Só lembrando à galinha que disse que o maior público da Arena foi Vice X Luverdense, que esse público já foi superado duas vezes pelo Bahia, uma contra o Ceará, na final do Nordestão e a outra no Bahia x Vasco, na Série B de 2015.

  3. A arena é administrada por uma empresa, que fez parceria com um outra empresa, no caso o ECBahia, e esta parceria dá lucro para as duas partes alem de gerar beneficio de bem estar para grande parte da população…

    esse juiz, com esta atitude, é no mínimo, suspeito…

    o ECBahia e a Fonte Nova deveria entrar na justição e mandar investigar esse juiz… ai tem coisa.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*