Edson, ex-Bahia, na Ponte Preta e Juninho batendo recorde de interesse

Juninho tem contrato com o Bahia até o fim de 2019

Contratado em 2017 pelo Bahia, o volante Edson começou bem e até chegou à condição de titular sendo peça importante na conquista da Copa do Nordeste de 2017, prorrogando seu vínculo por mais um ano. No entanto, em 2018, esteve em campo em apenas 19 partidas, poucas delas como titular, perdeu espaço com as chegadas de Gregore, Elton e Nílton, e posteriormente Flávio.

Finalizado o empréstimo, o Bahia não demonstrou desejo de continuar com o serviços do jogador que, por sua vez, foi liberado e retornou ao Fluminense do Rio de Janeiro, clube onde tem contrato até o final deste ano, portanto, muito em breve estará livre para caminhar em direção da Ponte Preta de Campinas que fará o seu segundo ano no Campeonato Brasileiro da Série B. Clube e jogador já finalizaram os entendimentos e aguardam o momento ideal para o anúncio oficial.

Recordista de interesse:

Se Edson já encaminhou seu destino para 2019, o mesmo não aconteceu com o volante Juninho que defendeu o Ceará na temporada 2018 e que tem ainda contrato com o Bahia até o fim de 2019. De acordo o jornal O POVO, do Ceará, o jogador desperta o interesse de nada mais nada menos que SETE CLUBES, algo curioso já que a passagem do atleta pelo Vozão não foi tão brilhante assim para justificar essa avalanche de procura. Conhecidos são o Vasco, Goiás, Ceará e Chapecoense.



Pelo Vozão esse ano, Juninho jogou 36 vezes (16 na Série A) e marcou 3 gols (um no Cearense, um na Copa do Brasil e um no Brasileirão). O da Série A foi o mais importante. O volante marcou um gol de pênalti no triunfo do Vozão sobre o Paraná no Castelão, por 1 x 0, válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, que praticamente garantiu a permanência do time cearense na elite do futebol nacional, diga-se, uma arrancada surpreendente após a chegada do técnico Lisca.

Natural do Rio de Janeiro (RJ), Juninho foi revelado na base do Madureira, passou por América-RJ, Serrano-RJ, Duque de Caxias e só deixou o Estado em 2013 quando acertou com o América-MG. Depois retornou ao Duque de Caxias e foi vendido ao Tombense. Chegou ao Bahia após chamar atenção atuando pelo Macaé na Série B de 2015, ainda que o time carioca tenha sido rebaixado para Série B naquele ano.

Na sua primeira temporada pelo Esquadrão, Juninho se destacou e virou titular absoluto marcando 11 gols em 55 jogos na temporada 2016, tendo como principal arma o chute de longa distância e sendo peça importante na campanha do acesso do tricolor à elite do futebol nacional. Em 2017, atuou 51 vezes e anotou 5 tentos, porém, diferente de 2016, não foi titular e na maioria das vezes em que jogou saiu do banco de reservas, inclusive, chegando a reclamar da reserva. Esse ano, foi emprestado ao Ceará, entrando em campo pelo Vovô 36 vezes e anotando 3 gols.

VEJA MAIS:

Deixe seu comentário

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Edson, ex-Bahia, na Ponte Preta e Juninho batendo recorde de interesse – Futebol Bahiano | Notícias da Bola
  2. tor onion wiki

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*