A Copa do Nordeste pode se tornar um El Dourado para os clubes nordestinos

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

A Copa do Nordeste é uma competição que pode torna-se um El Dourado para os clubes nordestinos, se realizado ajustes importantes, primeiro terminando o mandato do atual presidente (2019), é preciso colocar em seu lugar um dirigente mais ousado para administrar este importante torneio na captação de recursos, para que um torneio Regional desta importância não remunere valores infinitamente menores que muitos campeonatos estaduais.

Depois são imprescindíveis fazer alguns ajustes, tornar realidade a promessa do canal patrocinador que não iria ter partidas às 21h45, afinal, este horário é comprovadamente maléfico ao público, tanto televisivo e principalmente ao torcedor que tem que se deslocar da sua casa sujeito às vezes com chuva em sua grande maioria dependendo do transporte público e ainda tem que trabalhar no dia seguinte.

Outro ponto importante é jamais permitir uma tabela com espaçamentos tão grande de um jogo para outro. Pontos corridos seria uma boa alternativa com a criação de duas divisões tendo ascensão e rebaixamento similar ao Campeonato Brasileiro, elaborar tabelas com jogos nos finais de semana primordial para alavancar a presença de público e consequentemente dando maior visibilidade abrindo espaços para novos patrocínios. Acho que este torneio poderia ser um grande vetor para alavancar ainda mais o turismo de cada região, ou seja, a grande vitrine de marketing que os Governantes ou Prefeitos dos Estados precisam para mostrar ao Brasil às belezas naturais do seu Estado ou Municípios transmitidos para o Brasil.



Aqui na Bahia, com o manancial enorme desses, só representa 7% do nosso PIB, triste realidade, muitos Governantes teriam imenso prazer em patrocinar este torneio e mostrar antes dos jogos e nos intervalos todo potencial turístico dele, uma coisa fácil de conseguir porque é muito bom para as duas partes, e se só metade dos Governantes dessas Regiões patrocinassem teríamos muito mais grana para repartir com os times, esse deveria ser o papel do administrador do torneio.

Agora, quanto ao término dos Campeonatos Regionais, sou totalmente contra, não só por ser bairrista, porque esse é ainda nosso grande trunfo devido à rivalidade existente dos nossos grandes clubes para que os moradores do nosso Estado continuem torcendo pelos nossos clubes. Essa rivalidade regional é um importante elo que mantém viva torcermos para nossos clubes, que nossos filhos continuem fazendo isso, já que nossos Dirigentes medíocres não aspiram nenhum título nacional e se terminamos o regional, logo novas crianças do nosso Estado torcerão para os clubes de outras regiões que efetivamente disputam títulos nacionais e mundiais, além de ser uma oportunidade única dos torcedores do interior do Estado tem para vê nossos clubes duelarem contra os da sua região criando um laço maior de amor e paixão, isso é conseguido através da rivalidade Regional para fortalecer a Copa do Nordeste e Estadual para fortalecer os clubes do nosso Estado.

Jorge Machado, torcedor do Bahia, amigo e colaborador do Futebol Bahiano.

Deixe seu comentário