“O Bahia não tem dinheiro para contratar para dar satisfação”, dispara Bellintani

O assunto mais falado e abordado pelo Guilherme Bellintani nos seus primeiros meses como presidente do Bahia foi relacionado a reforços, afinal, trata-se de algo que interessa ao torcedor e muito importante para um desfecho positivo da temporada. No entanto, o mandatário tricolor é sempre cauteloso ao comentar sobre possíveis contratações e tem uma resposta automática: “Estamos atento ao mercado”. Nesta terça-feira, ele novamente falou do assunto e destacou que o clube não tem dinheiro para contratar simplesmente para dar satisfação e está trabalhando dentro das possibilidades.

“É importante a gente lembrar que, desde o começo do ano, nós contratamos dois atletas por posição. E todos esses 22 em condição de disputar titularidade. E o dia a dia do Bahia está mostrando isso, exatamente isso. Está mostrando lateral esquerda, lateral direita, volante, meias, atacantes… Mas se você pergunta assim: “O presidente deseja olhar o mercado para mais contratações?”. Não só desejamos, como estamos olhando isso. Agora repito: o Bahia não tem recurso para contratar, não tem dinheiro, lembrando que o Bahia começou o ano com um déficit de R$ 19 milhões, não tem dinheiro para contratar simplesmente para dar satisfação”

Veja abaixo também o que ele disse:



“Eu não diria nem números, porque a gente tem visto pouquíssimos clubes… Eu venho repetindo isso desde abril. Pouquíssimos clubes brasileiros estão conseguindo contratar. Desde abril eu venho dizendo isso. A gente conseguiu contratar Gilberto, é um reforço, já é um, que ainda nem estreou. A gente tem ainda o retorno de Edigar Junio, de Marco Antônio, que fazem muita falta. Veja que a queda de rendimento do Bahia, neste ano, começou de forma mais sistemática com o afastamento de Edigar Junio e Marco Antônio. Veja um jogo como hoje, em que a gente não teve centroavante. Lógico que o professor Enderson optou por não colocar Itinga pela natureza do jogo, pela falta de experiência dele e de ritmo em jogos desse padrão. Mas a gente tem quatro centroavantes nossos impossibilitados: Gilberto, que não estava inscrito na competição; Edigar, contundido; e Brumado, contundido; e Kayke, contundido. Dentro dessa circunstância, pode ver que o próprio retorno dos atletas já é o primeiro reforço. Marco Antônio, inclusive. Agora, naturalmente, eu venho dizendo isso e foi isso que aconteceu com Gilberto, a gente está muito atento ao mercado, conversando o tempo todo. E, se surgir a oportunidade de atletas que venham para, de fato, disputar titularidade, a gente vai trazer. Mas trazer atletas simplesmente apenas para dar uma satisfação e ele terminar como terceira opção na posição dele, não nos interessa.

Bellintani fala sobre proposta e diz que Bahia não vai abrir mão de Régis

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*