“Problema do Bahia hoje não é contratação, é encontrar um padrão de jogo”

"O time precisa de ajustes dentro de campo”, enfatizou Bellintani

A goleada do Bahia sobre o Vitória da Conquista ainda não tranquilizou ou deu confiança ao seu torcedor. O desempenho da equipe nos primeiros jogos de 2018 deixaram os tricolores com o pé atrás no trabalho do técnico Guto Ferreira, apesar do pacotão de reforços contratados pela nova diretoria que pelo visto fechou o ciclo e não deve trazer mais nenhum nome para o primeiro semestre do ano, mesmo com a possível saída do brocador Hernane.

Em entrevista ao programa Itapoan Esportes, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, foi questionado sobre a chegada de novos reforços. Segundo o mandatário, não é o momento de falar em contratações, algo que só deve acontecer lá no mês de abril ou maio. Bellintani afirmou que o problema hoje no Bahia não é contratação, mas sim encontrar um padrão de jogo, um time que seja aguerrido em campo, que enfrente o adversário a altura

“Eu acho que não é nem hora da gente falar de contratações. A gente tem uma estratégia, lógico, de fazer ainda mais investimento no elenco lá no mês de abril ou maio, mas não é hora de falar nisso. Acho que o problema de hoje do Bahia não é contratação, o problema hoje do Bahia ainda é encontrar um padrão de jogo, um time que seja aguerrido em campo, que enfrente o adversário a altura do que o Bahia precisa enfrentar, como um time grande, como um time superior. Esse é o problema. Meu diagnóstico, hoje, não é de falta de atletas no elenco, meu diagnóstico é de que o time precisa de ajustes dentro de campo”, enfatizou.



VEJA TAMBÉM: Presidente do Bahia nega cargo de CEO e salário de R$ 45 mil a ex-dirigente

Deixe seu comentário