Presidente do Bahia nega cargo de CEO e salário de R$ 45 mil a ex-dirigente

Guilherme Bellintani garantiu que o Bahia não trará um CEO

Após surgir a informação de que o ex-vice presidente Pedro Henriques voltaria ao Bahia para assumir o cargo de CEO e receber salário de R$ 45 mil, o presidente do Esquadrão, Guilherme Bellintani, negou as especulações e explicou qual seria a função do ex-dirigente no clube. Em entrevista ao programa Itapoan Esportes, o mandatário ironizou as notícias que circularam na imprensa, desmentiu a informação e garantiu que o Tricolor não trará um CEO, tampouco ganhando tal salário.

Bellintani revelou que Henriques foi convidado a participar especificamente no projeto de estruturação da Cidade Tricolor, porém, o salário não chega nem na metade do que foi divulgado na imprensa baiana. Ainda segundo o presidente, “qualquer coisa acima de R$ 25 mil de salário é fora da normalidade dentro do clube, mesmo sendo o Pedro um profissional experiente que acumula três anos na função de vice-presidente”.

“Eu acho engraçado como notícias que circulam se tornam verdade com o tempo. Não há nenhuma verdade nisso. Eu fiz um convite a Pedro para ele voltar especificamente no projeto de estruturação da Cidade Tricolor, já que ele é um cara que tem muita experiência dentro do clube. O salário não é de R$ 45 mil, não chega nem à metade disso. Eu tenho muito zelo pelas finanças do clube, diria que eu sou um ‘casquinha’ com relação ao dinheiro do clube e não faria nunca uma proposta de 45 mil para um diretor, por mais que eu entenda que para os padrões do futebol brasileiro seria normal, mas para os padrões do Bahia qualquer coisa acima de R$ 25 mil para mim é fora da normalidade, mesmo sendo o Pedro um profissional experiente que acumula três anos na função de vice-presidente. Portanto o Bahia não terá um CEO, não terá um diretor geral. O Bahia tem um presidente que é o líder maior e a gente não precisa de um CEO. Eu fiz sim o convite a Pedro, mas as informações especuladas são completamente fora da razoabilidade, completamente falsas”, disse.

Após a goleada sobre o Vitória da Conquista, por 6 a 1, pelo Campeonato Baiano, o Esporte Clube Bahia agora só volta a campo no próximo domingo, dia 18, para enfrentar o Vitória, no Barradão, às 16h, no que será o primeiro clássico BAVI de 2018.



Deixe seu comentário