Guto Ferreira e o injustificável: A torcida não vai tolerar por muito tempo

"Quantos jogos o Bahia precisa para estar bem condicionado?"

Texto: Salvador Rocha. Foto: Felipe Oliveira - EC Bahia

O resultado do Bahia ontem, contra o Botafogo foi catastrófico, levando-se em consideração que jogamos contra um time de Série C. Por mais que Guto Ferreira tente justificar que foi devido ter treinado apenas 15 dias, não justifica, haja visto o nível do elenco tricolor e a disparidade em termos de folha de pagamento entre ambos.

Compare com o Vitória e vejam a diferença! Só que lá tem MANCINI. Aliás, ouvi a entrevista de “Gordiola” após o jogo. A torcida deve ter ficado tão irritada, quanto eu. Dado as desculpas e evasivas deste treinador.

Bellitani, você pisou na bola ao trazer Guto Ferreira contra a vontade da torcida. Torcida esta que ainda permanece com a ferida sem cicatrizar, revoltada com a saída dele durante Brasileiro. Para mim, ele deu um tiro no pé, naquele momento, pois, em vez de alavancar a carreira dele, deu um passo para trás, isso já vêm se confirmando em pouco tempo.

Como a performance deste treinador é ruim fora de casa, a tendência é que vai durar pouco no Bahia. Guto vai continuar por alguns jogos o discurso de que falta preparação física. Um repórter perguntou na Rádio Itapuã FM: “Guto, quantos jogos o Bahia precisa para estar bem condicionado?”. Além de enrolar e não responder, saiu pela tangente com um monte de desculpas irritantes e injustificáveis.

Durante a semana, Guto Ferreira já se preparava para justificar uma derrota contra o Botafogo, ao dizer que o Bahia iria jogar contra um time de série C. Pensei que este Botafogo que ele se referia era Botafogo do Rio de Janeiro, tal era a valorização do time que ia enfrentar.

Assim como em 2018, já começa o campeonato em desvantagem, o que pode implicar em desvantagens se chegar na final da competição. Quem viver verá, a torcida não vai tolerar Guto Ferreira por muito tempo no tricolor.

Salvador Rocha, torcedor do Bahia e amigo do Futebol Bahiano.

VEJA TAMBÉM:

Guto Ferreira e as primeiras desculpas de 2018: “Faltou ritmo de jogo”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*