Boletim Médico: Veja a situação dos jogadores lesionados do Bahia!

O Bahia vem sofrendo nas últimas partidas com a perda de jogadores

A “bruxa” andou solta no Fazendão nos últimos dias, dando muitas dores de cabeça ao departamento médico e comissão técnica do Bahia, mas parece que já está indo embora, é o que espera o torcedor tricolor. O Bahia vinha sofrendo nas últimas partidas com a perda de jogadores importantes por problemas médicos.

No entanto, aos poucos o departamento médico vai esvaziando novamente e os atletas vão se recuperando e retornando aos treinos. Caso recente de Nino Paraíba, Nílton e Edson. Todos os três foram liberados pelo DM e estão aptos para enfrentar o Jacobina no domingo. Outros, porém, ainda estão em tratamento, exemplo de Régis, João Pedro e Everson.

Em entrevista ao programa de rádio oficial do clube, nesta quarta-feira, o médico do Esporte Clube Bahia, Daniel Araújo, divulgou um boletim médico explicando a situação dos atletas lesionados. Boa novas para a nação tricolor!

Confira abaixo:




Nino Paraíba
Nino teve entorse no tornozelo. Tem uma dor leve, mas já não tem edema. Está recuperado. Fez a transição e está liberado para campo. Se o departamento físico achar que ele tem condições, bem provável que jogue domingo.

João Pedro
João Pedro ainda está com um pouco de dor no joelho. Ainda não foi liberado para a transição. Deve ficar essa semana ainda na academia e na fisioterapia. Não tem previsão de volta ainda.

Nilton e Edson
Evoluíram bem com o tratamento médico e fisioterápico. Já fizeram a parte de transição e foram liberados para o campo. Dependem do recondicionamento físico só. Vamos discutir com os departamentos de fisiologia, físico, comissão técnica as reais condições deles para o jogo.

Everson
Trauma na cabeça, mais forte, considerado concussão. Existe o protocolo determinado pela FIFA, Federação de Neurologia. Tem que ficar afastado, no mínimo, por uma semana, mas geral mente é ate duas semanas. Ele deve ser entregue ao Guto Ferreira após o Carnaval.

Régis
Está evoluindo bem, em fase final de recuperação, praticamente sem dor. Mas, como foi uma lesão muscular, temos que ter precaução, para não correr o risco de uma nova lesão e ficar mais tempo afastado. Deve ficar ainda uns dois, três dias na academia e depois disso ser liberado para trabalhar com bola. Mais provável que participe dos jogos da semana que vem.

Hora do Adeus?! Bahia quer grana para liberar Hernane ao Fluminense

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*