Estátua de Daniel Alves volta ser vandalizada em Juazeiro

Após a decisão da Justiça da Espanha, os moradores de Juazeiro cobraram da prefeitura da cidade a retirada da obra em homenagem ao atleta.

Foto: Ronaldo Silva / TV São Francisco

Inaugurada em dezembro de 2020, a estátua de Daniel Alves voltou a ser vandalizada na cidade de Juazeiro. Na manhã desta quarta-feira (28), a imagem do jogador foi encontrada coberta por tinta branca. Daniel foi condenado na última quinta-feira a quatro anos e meio de prisão por agressão sexual no final de 2022 contra uma mulher, em uma boate na Espanha.

 

Após a decisão da Justiça da Espanha, os moradores de Juazeiro cobraram da prefeitura da cidade a retirada da obra em homenagem ao atleta, que nasceu na cidade, e passou por Bahia, Sevilla, Barcelona PSG, Juventus, São Paulo, além do futebol mexicano e seleção brasileira. A gestão municipal informou que não vai tomar decisão até que todos os recursos do caso sejam julgados.

A obra, produzida pelo artista plástico Leo Santana em homenagem ao ex-lateral-direito do Barcelona e da Seleção Brasileira, já havia sido vandalizada em setembro de 2023, com fitas adesivas e uma sacola de lixo colocadas sobre sua cabeça. Na ocasião, Ney Alves, irmão de Daniel, defendeu o jogador por meio das redes sociais.

Foto: Ronaldo Silva / TV São Francisco

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário