Neto critica ausência de campeões mundiais no velório de Pelé: “Vergonha”

"Não vou deixar de falar de vergonha dos jogadores atuais", disse.

Foto: Reprodução

Tricampeão brasileiro com a seleção brasileira (58, 62 e 70) e na primeira vez aos 17 anos, autor de 1.283 gols na carreira, responsável por levar o nome do Brasil para o mundo, recebido por Reis, Rainhas, Presidentes, e outras autoridades ao redor do mundo, capaz até de parar uma guerra na África, esse foi Pelé, maior jogador de todos os tempos, que faleceu no dia 29 de dezembro e foi velado nesta terça-feira em cerimônia que durou 24 horas na Vila Belmiro, recebendo muitas homenagens.

 

Apesar da importância que Pelé tem para o futebol brasileiro e sempre visto como exemplo a seguir dentro das quatro linhas, muitos jogadores que também fizeram história sendo campeões mundiais com a seleção brasileira, não compareceram ao velório, causando certa estranheza e também gerando críticas entre os torcedores nas redes sociais. Pentacampeões, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Cafu, Kaká, Romário, Rivaldo, Roberto Carlos e outros que ainda estão na ativa, não foram se despedir do Rei. Do tetra, apenas Mauro Silva marcou presença.

Sem papas na língua, o apresentador Neto detonou os jogadores e ex-jogadores da seleção brasileira que não compareceram ao velório do Pelé, em Santos, durante a abertura do programa Donos da Bola, da TV Bandeirantes. O ídolo corintiano lembrou da fala de Kaká, de que Ronaldo não é valorizado no Brasil e que é “apenas um gordo andando na rua”. Sobrou até para Galvão Bueno e Neymar.

“O que ele disse? Pra você Kaká, que disse que esse país não tem a história de reverenciar seus ídolos. Você foi no cortejo? Foi no velório? Não. Você, Ronaldinho, que sempre falou do Pelé, você foi? Não. Neymar, você tá de folga hoje, só tem jogo na sexta, poderia ter vindo, não veio. E as informações que tenho é que o PSG não proibiu. Cada um que fique com sua história. Na Bahia você dançou com o metatarso quebrado. Poderia ter vindo, pegado avião, descido em Guarulhos e ido para Santos de helicóptero.”

“Isso nunca mais vai ser esquecido por todos nós. Talvez, quando vocês forem em Santos, vão ser vaiados. E aí não adianta chorar mais, irmão. Vocês podem dar a desculpa que quiserem. Mas para ficar no Qatar 40 dias para botar uma bala no bolso, é gostoso, né? Mas, para ir no velório do Rei, vocês não foram.”

“O técnico da seleção, o Tite, não poderia ter vindo? Tá de férias. Não poderia ter pego o avião? Não. Mas eles botaram uma faixa na Copa. ‘Saúde pra você’. Mas a gente já sabia que o Pelé estava quase indo para o céu. Hipócritas! Vocês perderam uma Copa do Mundo fácil e nem para ir no velório do Rei.”

“Não vou deixar de falar de vergonha dos jogadores atuais, nenhum pentacampeão, e só o Mauro Silva de tetra. Você, Ronaldo, que comeu pepita de ouro, que na Copa de 2014 disse que não precisava de hospitais. Vocês não respeitaram o Pelé. Eu queria falar tanta coisa aqui, mas não vou falar, em respeito ao cortejo da programação que a Band tem que fazer. Se me deixassem falar, eu ia quebrar todo mundo.”

“Só um presidente de clube foi [Júlio Casares, do São Paulo]. Cadê os outros presidentes? Cadê o Ronaldinho Gaúcho que foi preso no Paraguai e ficou seis meses lá?”

“Colocar foto do Pelé no Instagram todo mundo coloca. Vai colocar no raio que o parta!. Cadê os comentaristas que fizeram a Copa? Cadê o Galvão Bueno? Ah, eles tão de férias… De férias? O Pelé está aí no cortejo. O Pelé morreu… Mas a alma dele já está com Deus. Mas não sei se a de vocês vai estar. Vocês estavam no Qatar, ganhando dinheiro com a Fifa… Mas não ir no velório do Pelé? Vocês que têm uma bala desgraçada. Custava perder dois dias de férias?”

“Sabe quem entregou o prêmio [de melhor do mundo] para o Kaká? Que disse que a gente não valoriza os ídolos… Kaká, vou te mostrar o que é ser ídolo. Eu chego lá e sou aplaudido, como um gambá que sou, um corintiano.”

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Deixe seu comentário