Apesar da derrota, Paiva elogia atuação do Bahia e minimiza erro de Marcos Felipe

Bahia tem novo compromisso na próxima quarta-feira (25), às 21h30, contra o Jacobinense.

Foto: Divulgação / EC Bahia

Na noite deste domingo (22), o Esporte Clube Bahia foi derrotado pelo Sampaio Corrêa por 1 a 0, no Estádio Castelão, em São Luís do Maranhão, pela estreia na Copa do Nordeste. O Esquadrão foi superior nos 90 minutos, porém, desperdiçou inúmeras chances, inclusive um pênalti com Mugni, enquanto o time maranhense mostrou eficiência, e aproveitou um erro do goleiro Marcos Felipe, que “entregou o ouro”. Em entrevista após a partida, o técnico Renato Paiva destacou as chances criadas pela equipe e disse que falou aos jogadores no vestiário que está orgulhoso.

 

“Faço sempre duas análises aos jogos: uma quantitativa e outra qualitativa. A nível quantitativo, o Sampaio Corrêa fez um gol, nós não fizemos, e perdemos um jogo que o empate já servia pouco para o que produzimos. Essa é a parte qualitativa. Tivemos 12 oportunidades de gol em 16 finalizações. É mais do que suficiente para ganharmos um jogo. A equipe, na parte mais difícil do futebol, que é criar situações, construir, gerar, entre quarta passada e domingo, criamos com quantidade e qualidade um número de ações que me deixa orgulhoso, em um campo muito difícil, contra um adversário que mais defendeu do que atacou, mas foi eficaz. Nós não fomos. Disse aos meus jogadores que estou muito orgulhoso do trabalho que fizeram dentro do campo”, avaliou.

O treinador também foi questionado sobre a falha do goleiro Marcos Felipe, que ao invés de dar um chutão, foi tentar driblar o atacante Vinícius Alves e perdeu a bola, resultando no gol da vitória do Sampaio Corrêa. Paiva minimizou o erro, saiu em defesa do arqueiro e afirmou que o time continuará jogando assim.

“Vamos continuar a jogar assim. Isso pode acontecer com toda a gente. Nossa forma de jogar é essa. Para mim é fácil dar chutão para cima, mas não é isso que nosso torcedor quer. Vou fazer o somatório das três exibições anteriores. Não é um erro que vai me fazer perder a confiança no Marcos e nem culpá-lo pela derrota”, afirmou. 

O Esporte Clube Bahia tem novo compromisso na próxima quarta-feira (25), às 21h30, contra o Jacobinense, na Arena Cajueiro, em Feira de Santana, pela quarta rodada do Campeonato Baiano. Pela Copa do Nordeste, o Esquadrão volta a jogar no dia 4 de fevereiro, às 20h30, contra o Ferroviário-CE, na Arena Fonte Nova. Antes disso, tem o primeiro clássico Ba-Vi pelo Baianão no dia 29.

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário