Jadson entra na Justiça contra o Vitória e cobra verbas rescisórias

Jadson foi contratado pelo Vitória para a temporada 2022. Porém, fez apenas 12 jogos.

Foto: Pietro Carpi/ ECV

O presidente Fábio Mota não tem um minuto de descanso e tem mais um problema para resolver. O meio-campista Jadson, que foi contratado pelo clube baiano em dezembro de 2021 e acertou a rescisão amigável em abril de 2022, entrou na Justiça cobrando verbas rescisórias. Ele pede o valor de R$ 575 mil. Jadson anunciou sua aposentadoria em agosto de 2022, quatro meses depois de deixar o Rubro-Negro. Na ocasião, a informação que surgiu foi que o jogador rescindiu amigavelmente com o clube, porém, a situação parece ter sido diferente.

 

Natural de Londrina (PR), Jadson Rodrigues da Silva acumula passagens pelas divisões de base de PSTC e Internacional, mas se profissionalizou no Atlético-PR, em 2003. Após se destacar pelo Furacão, foi negociado com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, onde atuou por sete temporadas. Retornou ao futebol brasileiro em 2012 para jogar no São Paulo, fazendo parte do elenco campeão da Sul-Americana em 2012. Passou também pelo Corinthians, onde foi bicampeão brasileiro (2015 e 2017), além do Tianjin Tianhai, China, e do Athletico-PR. Jadson também acumula convocações para Seleção Brasileira, sendo campeão da Copa das Confederações em 2013.

Após passagem apagada pelo Avaí, em 2021, Jadson foi contratado pelo Vitória para a temporada 2022. Porém, fez apenas 12 jogos, com 2 gols marcados e 1 assistência. No dia 20 de abril, na derrota por 3 a 0 para o Fortaleza, pela Copa do Brasil, o meia alegou dores na lombar e um problema particular para retornar a Salvador e não acompanhar a delegação que viajou para enfrentar o Ypiranga. Dias depois, a diretoria rubro-negra informou que o meia pediu para rescindir o contrato. Em agosto, ele decidiu pendurar as chuteiras, aos 38 anos.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário