Executivo de futebol do Náutico explica situação de Jean Carlos

O dirigente explicou que se ele não receber uma proposta concreta, vai seguir treinando no clube. 

O meia Jean Carlos tem contrato com o Náutico até o final de 2024, mas não vai permanecer no clube, que está disposto a negociar o atleta, que foi um dos destaques da equipe nos últimos anos, porém, com o rebaixamento para a Série C, o salário se tornou fora da nova realidade. O jogador chegou a ser sondado por Vitória, Sport e CRB, além de clubes da Série A e do exterior, porém, segundo o executivo de futebol Nei Pandolfo, “as propostas ainda não se concretizaram”. O dirigente explicou que se ele não receber uma proposta concreta, vai seguir treinando no clube.

 

“Jean Carlos tem contrato com o clube, vai se apresentar. Existem propostas que ainda não se concretizaram, mas estamos trabalhando junto ao atleta e empresário para que essa situação se resolva o mais rápido possível. Se o atleta não tiver proposta concreta, ele retorna e se apresenta ao clube. Não temos uma definição, porque depende muito do interesse da equipe, se é uma equipe de exterior… Tudo isso precisa ser definido pelo seu empresário e atleta”, completou Nei Pandolfo.

Natural de Cornélio Procópio (PR), Jean Carlos Vicente surgiu na divisão de base do Marília e ainda jovem se transferiu para o Palmeiras, onde atuou pelo times sub-20 e Palmeiras B, mas deixou o Verdão em 2013 sem ter oportunidade na equipe principal. Acumula passagens também por São Bernardo, Vila Nova, São Paulo, Goiás, Novorizontino, Coritiba e Mirassol, até chegar ao Náutico, onde está desde 2019. Ao todo, disputou 149, marcou 36 gols e deu 25 assistências.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário