Matemáticos colocam o Vitória como o 2º time com maior risco de queda

Após 30 rodadas finalizadas, o Vitória aparece como segundo clube com mais chances de rebaixamento

Com o encerramento da 30ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Esporte Clube Vitória segue em situação delicada, ainda que tenha vencido o Sampaio Corrêa por 1 a 0 e alguns dos concorrentes tropeçado. A distância para o primeiro fora da zona de rebaixamento que era de seis pontos, diminuiu para cinco pontos. Poderia ser 3 pontos, mas o Brusque venceu o Remo de virada e manteve os seis pontos para o Leão.

 

A situação poderia ser pior, afinal, a Ponte Preta chegou a ficar duas vezes a frente do placar, mas levou a virada e perdeu para o Náutico por 3 a 2 no Estádio Moisés Lucarelli. O resultado foi excelente para o Vitória, já que manteve o time paulista na portaria do Z4, com 34 pontos, cinco pontos a mais que do Leão, 18º colocado com 29 pontos.

Em outro duelo de interesse, envolvendo dois concorrentes, Operário e Londrina ficaram no empate sem gols. O time de Ponta Grossa é o 15º com 35 pontos, seis a mais que o Vitória, enquanto o Londrina segue em 17º, com 31. Fechando, o Confiança venceu o Avaí por 3 a 1, segue na vice-lanterna, mas agora com 28 pontos, um a menos que o Vitória.

Após 30 rodadas finalizadas, o Vitória aparece como segundo clube com mais chances de rebaixamento, com 85.6%, segundo o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O Leão está na frente apenas do Brasil de Pelotas, que tem 99.97%, ou seja, quase os dois pés na terceira divisão. Apesar de estar atrás do Vitória na tabela, o Confiança surge com 82.6% de risco de queda. Quem fecha o Z4 é o Londrina, com 61.3%. Ponte Preta e Operário, na porta do Z4, estão com 25.1% e 24.6%, respectivamente. O Brusque tem 14.6%.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*