Veja a provável escalação do Bahia para enfrentar o Fortaleza

Como de praxe, a escalação do Bahia é um mistério.

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia / Divulgação

O Esporte Clube Bahia enfrenta neste sábado o Fortaleza, às 21h, no Estádio Roberto Santos (Pituaçu), pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Esquadrão não vence há oito rodadas e amarga a 16ª colocação com 18 pontos, enquanto o Leão do Pici faz uma excelente campanha e ocupa a 3ª colocação com 33 pontos. Para a partida, o técnico Diego Dabove não poderá contar com o atacante Gilberto, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Ele será substituído pelo colombiano Hugo Rodallega, que terá sua primeira oportunidade no time titular. Ele atuou os últimos quatro jogos saindo do banco.

 

Outras ausências para o jogo são o meia-atacante Thonny Anderson, que segue em fase de transição física após se recuperar de lesão, e o atacante Ronaldo, ainda em recuperação de contusão muscular. Ele fazem companhia no processo de transição física ao meia Índio Ramírez, que está nas últimas semanas de reabilitação depois da cirurgia. Já o goleiro Danilo Fernandes se recuperou da lesão na costela, mas ainda não reúne com condições de jogo.

Como de praxe, a escalação do Bahia é um mistério, e a única mudança certa é a entrada de Rodallega no lugar de Gilberto. A tendência é que Dabove não faça mudanças radicais, porém, diante do momento delicado da equipe, não é descartado que ele faça outras mudanças, uma delas no meio de campo, já que Patrick não vive um bom momento e poderia dar lugar ao recém-chegado Luizão, que chegou do futebol ucraniano, treinou durante a semana e já está regularizado. Outra opção seria Raniele, que não foi relacionado para a partida contra o Fluminense, e chegou a ser especulado como alvo do Grêmio.

Uma possível escalação do Bahia tem: Matheus Teixeira; Nino, Conti, Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Patrick (Luizão), Daniel e Mugni; Rodriguinho, Rossi e Rodallega.

 

 

 

Deixe seu comentário!

3 Comentário

  1. Que péssimo histórico do Bahia: pior defesa do campeonato, 8 jogos sem vitória, 2 gols marcados em 8 jogos, Laterais que não sabem fazer um cruzamento, pedindo passagem para a Zona de rebaixamento… É mole ou quer, mais? Haja incompetência dessa direção do Bahia. Não usaram as desgraças de 202o como exemplo para fazer um time digno das tradições do clube, tendo que passar pela mesma situação de 2020.

  2. Se Gilberto trabalhasse em outro ramo, em outro segmento que não fosse o futebol, Gilberto teria sido punido severamente pela forma como se comportou no jogo diante do Fluminense, forçando a todo tempo a expulsão ou cartão amarelo, para não atuar contra o Fortaleza no sábado. As Leis, deveriam serem alteradas, pois jogador trabalha quando quer, provoca amarelo, vermelho e fica fora do jogo de acordo o seu interesse. Espero que um dia algum dirigente ou dirigentes levantem esta bandeira

    • Comentei isso também durante o jogo contra o Fluminense, no primeiro tempo ele tentou 2 vezes e o juiz não deu. Depois ele conseguiu, deve estar com alguma programação para o feriado e não queria jogar.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*