Ex-Vitória, goleiro do Coritiba quer “tirar proveito” da fase delicada do Leão

"A gente tem que saber tirar proveito disso para conseguir os resultados", disse.

Foto: Divulgação/Coritiba

Com passagem pelo Esporte Clube Vitória nas temporadas 2013, 2014 e 2015, onde disputou 90 jogos, o goleiro Wilson retornará ao Barradão nesta quarta-feira (22). Nesse sentindo, defendendo a camisa do Coritiba, o arqueiro acredita que, para manter a distância para o Goiás, vice-líder, o time precisa “tirar proveito” da fase ruim do seu ex-clube.

 

“Jogando fora, a gente viveu um bom momento também. Algumas vezes, pegamos outras equipes um pouco mais pressionadas, como a equipe do Vitória, que está em uma situação delicada na tabela. A gente tem que saber tirar proveito disso para conseguir os resultados que a gente precisa”, pontuou Wilson, em entrevista ao site oficial do clube.

Considerado o melhor mandante da Série B do Campeando Brasileiro 2021, o Coxa-Branca tem sete vitórias, dois empates e três derrotas em 12 jogos feitos fora de casa. Por outro lado, disparado na liderança da competição, o time paranaense tem 48 pontos. De acordo com o site Infobola, com essa campanha, o Coritiba tem 97% de chance de acesso.

“Já passei por outros momentos como esse, de estar perto de alcançar o objetivo e sempre se fala muito em saber controlar a ansiedade. Vejo que a gente tem um grupo experiente, que tenho certeza que sabe controlar isso, levar isso numa boa, assim como soube lidar com os momentos de dificuldades que tivemos”, explicou o goleiro.

Ciente da necessidade de manter o pé no acelerador para carimbar o retorno à elite do futebol nacional, Wilson ressaltou o prazer em rever os amigos do Vitória, mas pregou concentração para sair com os três pontos.

“É sempre especial quando a gente encontra equipes onde a gente passou, equipes onde a gente tem uma história bacana e onde deixou amigos. Curiosamente, desde que saí de lá, eu não joguei no Barradão ainda. Sempre que jogamos contra o Vitória foi na Fonte Nova ou em Feira de Santana. Acho que vai ser muito especial esse reencontro, mas, quando entramos em campo, nos 90 minutos, esse passado especial, a gente deixa de lado e procura fazer o nosso melhor para alcançarmos mais uma vitória lá importante”, finalizou.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*