Apresentado e regularizado, goleiro exalta projeto e estrutura do Bahia

Danilo Fernandes falou sobre a concorrência no elenco

Anunciado nesta sexta-feira e relacionado para o jogo contra o São Paulo após ter seu nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF, o goleiro Danilo Fernandes foi apresentado oficialmente e falou pela primeira vez como jogador do Esporte Clube Bahia. Na concentração, já na capital paulista, o novo arqueiro concedeu entrevista coletiva e falou sobre a escolha pelo Esquadrão. Ele exaltou o projeto do clube e também a estrutura, e afirmou que “fez uma grande escolha” em aceitar a proposta tricolor.

 

“É uma satisfação enorme vestir uma camisa tão grande. A escolha foi simples. Um projeto maravilhoso que foi apresentado, com uma estrutura espetacular. Ouvia falar muito bem e hoje, depois de treinar lá, sei que fiz uma grande escolha. Assim que falei sobre o interesse para minha família, todos ficaram felizes e ansiosos”.

Danilo respondeu sobre o período recente sem atuar e garantiu estar pronto para já defender o Bahia nesta rodada. “Eu estou muito bem. Me sinto 100%. Estou totalmente recuperado. Sobre lesões, foram fatalidades. Nunca foi a mesma lesão, algo repetido, coisa que pode acontecer com qualquer um. Estou completamente recuperação de tudo”.

Sobre a concorrência, Danilo Fernandes rasgou elogios aos novos companheiros. “Estou chegando para ajudar dentro e fora de campo. Quero ajudar o máximo, somar com eles em qualquer momento. Estou ansioso para viver esse ambiente. São bons meninos, com grande potencial e quem jogar vai ajudar muito”.

Natural de Guarulhos (SP), Danilo Fernandes Batista foi revelado pelo Corinthians, onde se profissionalizou em 2010, porém, teve poucas oportunidades no time principal. De 2010 até 2014, disputou apenas 23 jogos. Em 2015, foi emprestado ao Sport-PE, onde se destacou, ficando até meados de 2016, com 67 partidas disputadas. No Internacional, até teve um bom início, se firmando com titular, no entanto, nos últimos anos sofreu com as lesões e perdeu espaço, se tornando terceira opção no elenco. De 2016 até 2018, foram 106 jogos pelo Colorado, mas de 2019 para cá, só entrou em campo 11 vezes.

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*