Goleiro consegue liminar e rescisão com o Vitória é publicada no BID

João Gabriel acionou o Leão na Justiça cobrando R$ 887.918,000 referente dívidas trabalhistas

Nesta quinta-feira, apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF a rescisão de contrato do goleiro João Gabriel com o Esporte Clube Vitória. O arqueiro, que não estava nos planos do clube, tinha vínculo até o final de 2021 e vinha treinando separado. Ele acionou o Leão na Justiça cobrando R$ 887.918,000 referente dívidas trabalhistas adquiridas desde a sua renovação contratual, em 2018, na gestão do presidente Ricardo David. A liminar foi concedida pela juíza Vivianne Tanure Mateus, da 2ª Vara do Trabalho de Salvador.

 

Revelado na base do Vitória, João Gabriel deixou o clube em 2011, quando atuava no Sub-20, e teve passagens por Volta Redonda, Grêmio Barueri, ABC, Luverdense, Paysandu e Cianorte-PR. Acertou sua volta ao Leão em 2018 emprestado pelo Cianorte-PR. Foi titular nas últimas cinco partidas da Série A de 2018, no entanto, sofreu uma lesão num joelho, o que atrapalhou o início de 2019. Só estreou no dia 23 de março, com o Vitória sob o comando de Claudio Tencati, no empate em 0x0 com o ABC pela Copa do Nordeste. Depois, parou de ser relacionado e fez seu último jogo na derrota por 3 a 1 para o Botafogo-SP, na estreia do Vitória na Série B de 2020. Ficou treinando separado até ser emprestado ao Sampaio Corrêa, onde não teve muitas oportunidades, e retornou ao Leão.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*