Revelado no Bahia e hoje no CSA, Gabriel busca o 4º título estadual na carreira

Gabriel foi campeão baiano pelo Bahia uma vez e carioca pelo Flamengo duas vezes

Após passar 10 dias em isolamento por conta da Covid-19, o meia-atacante Gabriel retornou ao time do CSA justamente no primeiro jogo da final do Campeonato Alagoano, contra o CRB, que terminou empatado sem gols no último sábado, no Estádio Rei Pelé. A segunda partida da decisão será no próximo sábado, às 17h, também no Rei Pelé. Com a igualdade no duelo de ida, quem vencer fica com a taça. Em caso de empate, a decisão irá para os pênaltis. O jogador, revelado pelo Esporte Clube Bahia, garantiu estar 100% para ajudar o Azulão a conquistar seu 40º estadual.

 

“Eu tive a questão da Covid. Fiquei parado por dez dias. Treinei um dia, fui para o jogo semifinal (contra o CSE), entrei, deu aquela queimada no peito, o que é normal. No primeiro jogo da final, pude atuar a partida toda. Corri bem, me senti bem e tô preparado para ajudar”, disse o jogador, que já entrou em campo 18 vezes na atual temporada e marcou um gol.

Campeão baiano em 2012 pelo Bahia, e do Carioca em 2014 e 2017 pelo Flamengo, Gabriel busca o seu quarto título estadual na carreira. No Rubro-Negro, ele também foi campeão da Copa do Brasil de 2013. O meia-atacante é treinado pelo técnico Bruno Pivetti, que passou recentemente pelo Vitória. O treinador vem elogiando o atleta, principalmente pela polivalência.

“Onde ele me colocar, acho que jogador quer estar dentro de campo. Para estar na frente, estou preparado. Se me escalar atrás, como venho jogando em grande parte do ano, segundo volante, estou preparado. Tentar manter, fazer um bom futebol e entregar o que professor pede”, disse.

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*