Chagas critica árbitro e pede desculpas à torcida após revés do Vitória

"A gente não conseguiu ser efetivo no Campeonato Baiano", disse o treinador.

O técnico do Esporte Clube Vitória, Rodrigo Chagas, não poupou críticas ao árbitro Diego Pombo Lopez após a derrota por 2 a 1 para o Jacuipense neste domingo. O juiz expulsou o atacante Samuel no fim do primeiro tempo, quando o Vitória vencia por 1 a 0. Com um homem a mais, o time de Riachão do Jacuípe foi para cima no segundo tempo e alcançou a virada com dois gols de Dinei. Para Rodrigo, o árbitro poderia ter expulsado Samuel e Railon, zagueiro do Jacuipense, pois, segundo o treinador, os dois atletas se agrediram mutuamente.

 

“Acho que a expulsão foi fundamental. A arbitragem prejudicou a nossa equipe. Quando estávamos com 10, não estávamos sofrendo. De fundamental, a expulsão. Além das mudanças que tivemos que fazer. A expulsão foi determinante, porque o adversário chegou no primeiro tempo por erros individuais nossos, principalmente na construção. Nós proporcionamos isso ao adversário. E eu acho que a arbitragem foi de fundamental importância para o resultado. Até porque poderia ter expulsado os dois, porque os dois jogadores se agrediram, e ele só viu Samuel”, afirmou.

Chagas também pediu desculpas à torcida e garantiu que o Leão vai lutar até o fim pela classificação. “A gente não conseguiu ser efetivo no Campeonato Baiano. Infelizmente, hoje o jogo não saiu da forma como nós queríamos, que era um resultado positivo. Acho que a gente tem que pedir apenas desculpa à torcida, mas a gente vai lutar. Até porque temos a possibilidade ainda, na última rodada, de classificar. Vamos lutar até o fim, vamos jogar para classificar. Independente do que vier a acontecer nas partidas dos outros adversários”, disse.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*