Rossi comenta fase artilheira no Bahia e diz ser ‘pilhado’ por clássico

"Sou um jogador muito pilhado, gosto de estar disputando partidas difíceis", disse.

Foto – Felipe Oliveira/EC Bahia

Autor de três dos 7 gols da goleada do Esporte Clube Bahia sobre o Campinense pela 1ª fase da Copa do Brasil, o atacante Rossi foi entrevistado antes do treino desta quinta-feira (11) no CT Evaristo de Macedo. O jogador comemorou a fase artilheira e falou da importância do técnico Dado Cavalcanti para o momento.

 

“A forma como ele tem montado, ultimamente, as equipes. Às vezes, mais próximo do Gilberto. Às vezes, não voltando tanto para marcar o lateral. Acaba que eu não me desgasto tanto e fico mais próximo do gol. Neste jogo agora, eu não desci tanto para marcar o lateral, até porque o Nino me ajudou, não descendo tanto. Acho que o mérito é esse, estar mais próximo do gol, não estar voltando tanto atrás do lateral. Isso ajuda e facilita, ficando mais próximo do gol”, disse.

No próximo sábado (13), o Bahia tem mais um Ba-Vi pela frente e Rossi demostrou motivação para enfrentar o maior rival. “Clássico, né? Eu, particularmente, gosto muito de clássico. Sou um jogador muito pilhado, gosto de estar disputando partidas difíceis. Clássico é momento de frio na barriga, responsabilidade. Todo jogador pensa em jogar clássico, vencer. Comigo não é diferente. O grupo está confiante. A gente espera chegar no sábado e vencer”, comentou.

 

 

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*