Na súmula, árbitro relata que encerrou jogo por recusa do Sport-PE

Segundo Ramon Abatti Abel, o trio de arbitragem optou pelo retorno da partida

Diante das inúmeras polêmicas, o duelo entre Juazeirense e Sport pode parar nos tribunais, porém, dificilmente o clube pernambucano conseguirá mudar o resultado da derrota por 3 a 2 para a equipe baiana. Em súmula, o árbitro catarinense Ramon Abatti Abel deixou claro que o encerramento do jogo foi motivado pela recusa do Rubro-negro em reiniciar a partida, por conta da pouca iluminação. Nos relatos, ele ainda evidencia que a equipe mandante aceitou as condições de jogo, que teriam sido aprovadas pelo trio de arbitragem.

 

Segundo Ramon Abatti Abel, o trio de arbitragem optou pelo retorno da partida após a segunda queda de energia. Neste momento, o lateral Patric, capitão do time pernambucano, relatou que esperaria o retorno total da iluminação. O que não aconteceu e fez com que o Rubro-negro optasse por não se posicionar para o reinício. Confira a súmula abaixo.

O vice-presidente jurídico do Sport, Manoel Veloso, solicitou à CBF uma perícia no estádio e vai apelar para o STJD. “Devido aos impressionantes e injustificáveis eventos ocorridos na noite desta quarta-feira no jogo Juazeirense x Sport, pedimos que o Delegado do Jogo e/ou a CBF determine a realização de uma perícia detalhada no local, devendo passar pelo estádio e o campo de jogo. Perícia esta que deve se dar especificamente no sistema de irrigação do campo, refletores e suas conexões elétricas, geradores de energia, parte elétrica do estádio, parte elétrica no entorno do estádio (para atestar se houve queda de energia por culpa da companhia elétrica), assim como demais instalações físicas do estádio.”

VEJA O QUE DIZ A SÚMULA DO JOGO

“Informo que aos 50 minutos do segundo tempo houve uma queda de energia em duas torres de iluminação do estádio, fato este que impossibilitou a sequência do jogo. Após 20 minutos de paralisação, a iluminação se restabeleceu e a partida foi reiniciada. Aos 51 minutos houve nova queda de energia e a iluminação ficou novamente insuficiente, após 30 minutos os refletores foram parcialmente religados. Mesmo nessas condições, decidi com a equipe de arbitragem que havia condições de reinício de jogo e comuniquei as equipes mediante seus capitães o sr. Wagner Henrique dos Santos Silva, nº 05 da equipe mandante e o sr. Patric Cabral Lalau, nº 02 da equipe visitante. Nesse momento, o capitão da equipe visitante informou que iria esperar o retorno da iluminação total.

Aguardei mais 20 minutos para ver se a condição melhorava, o que não aconteceu. Novamente conversei com os capitães das equipes e informei que a partida seria reiniciada em 10 minutos, já que para mim a iluminação era suficiente. Solicitei que comunicassem suas equipes que havia condições de jogo.

Transcorridos estes 10 minutos, me posicionei com equipe de arbitragem no campo de jogo para o reinício dos 5 min restantes da partida. A equipe mandante posicionou-se prontamente para o reinício. Porém a equipe visitante negou-se a se posicionar para o reinício da partida. Assim me dirigi ao banco de reservas onde a equipe se encontrava e fui informado pelo capitão sr. Patric Cabral Lalau que a equipe não retornaria para reinício do jogo. Diante da negativa da equipe do Sport em não retornar a formação para o reinício do jogo, informei a todos que por este motivo a partida estava encerrada.”

Comentários:

2 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*