Em despedida, zagueiro cita temporada atípica e torce para que o Vitória retorne à elite

"Vestir a camisa do Vitória foi uma honra", disse o zagueiro.

Foto: Pietro Carpi / EC Vitória

Com salário considerado alto para a situação do clube atualmente, o zagueiro Maurício Ramos deixou o Esporte Clube Vitória. As partes chegaram a um acordo amigável e rescindiram o vínculo que terminaria em dezembro de 2021. O defensor de 35 anos até tinha aceitado reduzir os vencimentos, no entanto, recebeu propostas de outras equipes e decidiu pela saída. No atual elenco, o técnico Rodrigo Chagas conta com Wallace, João Victor, Carlos e Mateus Moraes para a posição. por meio da sua assessoria de imprensa, Maurício Ramos se despediu, citou a temporada atípica por conta da pandemia e espera que o Leão volte à elite em breve.

 

“Vestir a camisa do Vitória foi uma honra. Infelizmente, até por conta da Pandemia, vivemos uma temporada atípica com pouco contato com a torcida no Barradão, mas agradeço a todos por esse período no clube e espero que em breve o time retorne à elite do futebol nacional”, destacou.

Natural de Piracicaba, Maurício Donizete Ramos Júnior, de 35 anos, começou nas divisões de base do Iraty, mas se profissionalizou no São Caetano, onde atuou entre os anos de 2006 e 2007. Acumula passagens também pelo Coritiba, onde se destacou em 2008 chamando a atenção do Palmeiras que contratou o defensor. No Verdão, ficou cinco anos, atuando em 187 jogos e marcando 8 gols. Deixou o clube paulista em 2013 para atuar no futebol dos Emirados Árabes, vestindo a camisa do Al Sharjah. Defendeu ainda Caykur Rizespor e Adanaspor, da Turquia, além do Al-Sailiya, do Catar. Retornou ao Brasil no segundo semestre de 2019 para jogar na Chapecoense. No time catarinense, fez 17 partidas e anotou um gol. Foi contratado pelo Vitória no início de 2020 e disputou 31 jogos.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*