Vasco analisa material do VAR e diz que houve “impedimento incontestável” em gol do Inter

Vasco vai tentar anular jogo nos tribunais para evitar rebaixamento

Foto: Reprodução

Com praticamente os dois pés na Série B do Campeonato Brasileiro, faltando apenas a oficialização que deve acontecer nesta quinta-feira de noite, o Vasco da Gama, vai tentar nos tribunais a anulação do jogo contra o Internacional, pela 36ª rodada, por conta da falha no sistema do VAR ao analisar possível impedimento no gol de Rodrigo Dourado. Na ocasião, o time carioca também teve um pênalti polêmico marcado a seu favor, mas desperdiçou e acabou perdendo por 2 a 0. Além disso, em caso de impossibilidade no árbitro de vídeo, a CBF determina que se mantenha a decisão de campo.

 

Após solicitar à CBF, o Vasco recebeu o vídeo e áudio do lance analisado pelo VAR, e afirmou em nota que houve “impedimento incontestável”.  A diretoria vascaína está confiante em impugnar o resultado do duelo alegando que as linhas traçadas pela equipe que coordenava o equipamento e a comunicação entre técnicos da cabine, o árbitro de vídeo (José Cláudio Rocha Filho-SP) e o juiz de campo (Flávio Rodrigues de Souza-SP) deixam claro o impedimento de Rodrigo Dourado no primeiro gol do Internacional. O Vasco afirma que tem em mãos um “material fático e probatório” que embasará manifestação jurídica a ser encaminhada ao STJD ainda nesta quinta-feira, objetificando “erro de direito” contra o clube.

Confira a nota na íntegra:

“O Club de Regatas Vasco da Gama confirma que recebeu, na noite desta terça-feira (23), material de áudio e vídeo do VAR referente à partida Vasco da Gama x Internacional, realizada no dia 14/02/2021, válida pela 36ª rodada do campeonato brasileiro de futebol.

O conteúdo audiovisual foi analisado pelos departamentos de Futebol, Jurídico e de Tecnologia do Clube. As imagens mostram de maneira incontestável a posição de impedimento do jogador Dourado do Internacional no lance em questão, prejudicando o Vasco da Gama de forma irreparável na partida. Mais ainda, mostra que as linhas do VAR foram aplicadas e confirmaram o impedimento, reconhecido inicialmente pelo árbitro de vídeo, que, em seguida, de maneira açodada e temerária, confirma o gol ilegal do Internacional.

Esse material fático e probatório será utilizado na manifestação jurídica do Vasco a ser entregue nesta quinta-feira (25/02) ao STJD, provando de maneira clara e objetiva o erro de direito contra o Vasco, cujo resultado não pode ser outro, além da impugnação da partida.

Na sua manifestação junto ao STJD hoje o Clube reforçará a solicitação do conteúdo do VAR anterior ao apito inicial (pré-jogo) que até o momento não foi disponibilizado”.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*