“Enderson tem nos passado os pontos fortes do Bahia”, diz Juninho

"Professor Enderson tem nos passado os pontos fortes do Bahia"

Neste sábado, Fortaleza e Bahia fazem um duelo nordestino pelo Campeonato Brasileiro da Série A valendo a permanência na elite. Quer dizer, para o time cearense, basta vencer, enquanto o Esquadrão precisa vencer e secar Vasco e Goiás. O duelo está marcado para 21h na Arena Castelão. Com passagem pelo Tricolor Baiano, o volante Juninho hoje está do lado contrário e retorna ao time após cumprir suspensão diante do Palmeiras. O jogador falou sobre o confronto e revelou que o técnico Enderson Moreira, outro que já passou pelo Bahia, tem passado os pontos fortes da equipe baiana.

 

“Professor Enderson tem nos passado os pontos fortes do Bahia e estamos trabalhando em cima disso. Temos que estar focado ao que ele nos pede, pois assim ficamos próximos de vencer a partida”, alertou o jogador.

Chegou a ser cogitado a mudança de local e horário do jogo por conta do novo decreto com medidas de combate à pandemia do novo coronavírus. Foi ventilado até a possibilidade de realizar a partida em Natal, no Rio Grande do Nordeste, porém, o presidente do Fortaleza se manifestou contrário à ideia, e o Governo do Ceará aceitou a realização do duelo no mesmo dia, horário e local.

Natural do Rio de Janeiro (RJ), Juninho foi revelado na base do Madureira, passou por América-RJ, Serrano-RJ, Duque de Caxias e só deixou o Estado em 2013 quando acertou com o América-MG. Depois retornou ao Duque de Caxias e foi vendido ao Tombense. Chegou ao Bahia após chamar atenção atuando pelo Macaé na Série B de 2015, ainda que o time carioca tenha sido rebaixado para Série C naquele ano. Na sua primeira temporada pelo Esquadrão, Juninho se destacou e virou titular absoluto marcando 11 gols em 55 jogos na temporada 2016, sendo peça importante na campanha do acesso do tricolor à elite do futebol nacional. Em 2017, atuou 51 vezes e anotou 5 tentos, porém, diferente de 2016, não foi titular e na maioria das vezes em que jogou saiu do banco de reservas, inclusive, chegando a reclamar da reserva. Em 2018, foi emprestado ao Ceará, e foi peça importante na campanha de permanência do clube na Série A. Foram 36 jogos e 3 gols. Trocou o Ceará pelo rival Fortaleza em 2019, e até aqui, são 80 jogos e 8 gols marcados.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*