Bahia disputará pelo 4º ano seguido a Sul-Americana, agora com fase de grupos

Bahia entra direto na fase de grupos da Copa Sul-Americana

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Esporte Clube Bahia encerrou a temporada 2020 com uma invencibilidade de quatro jogos, dois empates (Goiás e Atlético-MG) e dois triunfos (Fortaleza e Santos), sendo que as últimas duas partidas foram decisivas para garantir a permanência do Esquadrão na elite do futebol nacional e também confirmar a vaga na Sul-Americana 2021. O Tricolor vai para o quinto ano consecutivo na Série A e o quarto seguido disputando a Copa Sul-Americana. Disputou o torneio continental em 2018, 2019 e 2020, chegando duas vezes nas quartas de final.

 

Com novo formato para 2021, a Copa Sul-Americana será disputada em fase de grupos. Serão 32 equipes divididas em oito grupos com quatro times cada. Os líderes de cada grupo se classificam para as oitavas de final. A fase de grupos está prevista para começar no dia 20 de abril e se estenderá até o dia 27 de maio. O sorteio dos grupos acontecerá no dia 14 de abril. Argentina e Brasil são os únicos países filiados a Conmebol que não precisarão passar pela primeira fase da Copa Sul-Americana, o mata-mata inicial. Portanto, o Bahia entrará já na fase de grupos.

Em 2018, o Bahia foi um dos brasileiros classificados para o torneio, ao lado de Atlético-MG, Botafogo, Athletico-PR, São Paulo e Fluminense. Na primeira fase, eliminou o Blooming, da Bolívia, perdendo por 1 a 0 fora e goleando por 4 a 0 na Arena Fonte Nova, com gols de Zé Rafael (2x), Elton e Júnior Brumado. Na segunda fase, passou pelo Cerro, do Uruguai, vencendo por 2 a 0 o primeiro jogo, em Salvador, com gols de Gilberto e Régis, e empatando na volta em 1 a 1, com gol de Zé Rafael. Nas oitavas de final, eliminou o Botafogo nos pênaltis (5 x 4), depois de vencer em casa por 2 a 1 e perder fora por 2 a 1. A eliminação veio nas quartas de final, diante do Athletico-PR, em jogos marcados por polêmicas do VAR. O Esquadrão perdeu por 1 a 0 em Salvador e venceu por 1 a 0 na Arena da Baixada, perdendo nos pênaltis por 4 a 1. Naquele ano, o Athletico sagrou-se campeão em cima do Junior Barranquila.

Em 2019, o Bahia acabou eliminado na primeira fase para o Liverpool, do Uruguai. Perdeu o jogo de ida por 1 a 0 na Arena Fonte Nova e na volta, fora de casa, não saiu de um empate sem gols. Já na última edição, o Esquadrão começou em alta, e ainda antes da pandemia, despachou o Nacional-PAR, com um placar agregado de 6 a 1 (3 x 0 na Fonte Nova e 3 x 1 no Paraguai). Na segunda fase, começou perdendo para o Melgar, no Peru, por 1 a 0, mas avançou aplicando 4 a 0 na Fonte Nova. Nas oitavas, eliminou o Unión Santa Fé, vencendo em casa por 1 a 0, e segurando um 0 a 0 na Argentina. Nas quartas, encarou outro argentino, mas acabou eliminado pelo Defensa y Justicia. Perdeu em Salvador por 3 a 2 e fora de casa levou 1 a 0.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*