Volante isenta treinador e diz que má fase do Bahia é culpa dos jogadores

"se trocou de treinador três vezes. Não é treinador", disse o jogador.

Foto - Felipe Oliveira / EC Bahia

Nesta quinta-feira, o meio-campista Ramon foi o entrevistado na sala de imprensa do CT Evaristo de Macedo e entre os assuntos abordados, comentou sobre o ponto conquistado no empate com o Atlético-GO por 1 a 1 em Goiânia, que manteve o jejum de triunfos do Esquadrão, mas encerrou a sequência de sete derrotas seguidas, porém, o tricolor segue dentro da zona de rebaixamento e em situação delicada, disputando para fugir do Z4 contra Vasco, Sport e Fortaleza.

 

“Somar pontos é importante. Claro que não foi o resultado que a gente queria, que a gente buscou. Mas somar é importante nessa competição. Talvez, se a gente tivesse empatado mais durante o campeonato, a gente não estaria com esse número de pontos, estaríamos com mais. Somar pontos é importante. Esse ponto que hoje a gente não consegue enxergar a vantagem pode fazer toda a diferença lá na frente”, disse.

O jogador falou sobre o trabalho do técnico Dado Cavalcanti, com quem trabalhou no time sub-23, e afirmou que o problema da atual fase do Bahia não é treinador, mas culpa do time que não vem jogando bem, porém, confia que o novo treinador conseguirá ajudar a equipe a sair da situação difícil.

“O que tem que ficar visível para a gente do elenco é que se trocou de treinador três vezes. Não é treinador. É algo que vem da gente que está no campo, depende da gente que está jogando. O Dado vai dar todo auxílio, montar a estratégia. Mas, tem que vir da gente para conseguir os objetivos”, comentou.

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*