Chagas desconversa sobre permanência no Vitória para temporada 2021

"quando oportunidade aparece, a gente tem que estar pronto"

FOTO: Letícia Martins/ECV

Após demitir Geninho, o Esporte Clube Vitória tentou Bruno Pivetti, Eduardo Barroca e Mazola Júnior, mas nenhum deu certo ou agradou. Então a diretoria resolveu recorrer à um prata da casa, o técnico Rodrigo Chagas, que era o comandante da equipe sub-20 do Leão, e foi efetivado após um período como interino antes da passagem curta de Mazola. No comando da equipe principal, Chagas tem um aproveitamento 48%, melhor do que os antecessores. Diante do Botafogo-SP, nesta terça-feira, ele vai completar, entre período como interino e técnico efetivo, dez jogos no comando do Vitória.

 

O Leão encara o Botafogo-SP nesta terça-feira no Estádio Manoel Barradas precisando de apenas um ponto para sacramentar de vez a permanência por mais uma ano na Série B. Com mais dois jogos a fazer, Rodrigo foi questionado sobre o futuro no clube, ele desconversou e afirmou que espera cumprir o seu objetivo e somente depois pensar no futuro.

“Como falei antes de assumir: quando oportunidade aparece, a gente tem que estar pronto. Peguei clube em um momento ruim em termo de resultados. Eu tenho que terminar aquilo que me deram como missão. A gente tem jogo importante. Peço a Deus e que tudo ocorra bem. O que vai acontecer depois, fica na vontade de Deus”, disse.

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*