Adversário do Vitória, Avaí não vence em casa há quatro jogos

Nos últimos quatro jogos como mandante, Avaí perdeu 3 e empatou 1

Foto: André Palma Ribeiro, Avaí FC, Divulgação

O Esporte Clube Vitória, assim como na edição passada, segue com a corda no pescoço tentando se sustentar na Série B. Em 2019, começou e percorreu toda a competição mal, no entanto, após a chegada do técnico Geninho encontrou um rumo, pegou um prumo, acabando a competição na décima segunda posição com 45 pontos, seis acima do Londrina, o primeiro listado entre os rebaixados. Neste ano, a recuperação parece ficar para as ultimas rodadas, no entanto, o sofrimento do torcedor do Leão é a mesma. O time até então conta com 37 pontos, um acima do Figueirense que abre a lista dos rebaixados ainda correndo riscos de um novo rebaixamento.

 

No entanto, na próxima rodada, se o Leão encara o Avaí em Florianópolis em um jogo considerado difícil, o Figueirense em um duelo doméstico enfrenta a Chapecoense na Arena Condá, local onde o Verdão só foi derrotado pelo Cruzeiro pelo placar de 1 x 0. Nos demais jogos, venceu 9 partidas e empatou dois jogos, portanto, a princípio as dificuldades do Figueirense parecem maiores.

Além disso, o Avaí que começou a competição com o técnico Geninho faz uma campanha completamente irregular com altos e baixos, especialmente quando atuando dentro do estádio da Ressacada, seu reduto oficial e onde encara o Vitória. Na Ressacada, o Avaí faz o estilo TUDO OU NADA. Até a última rodada foram 16 jogos, perdeu 7 e venceu 7, registrando apenas dois empates. Dentro de casa, o time agora comandado pelo técnico Claudinei Oliveira experimentou derrotas contundentes do tipo 3 x 0 para o Oeste já rebaixado, e 5 x 2 do Sampaio Corrêa, além da derrota para o Botafogo de Ribeirão Preto também praticamente rebaixado.

Para completar o quadro, o Avaí não vence na Ressacada já há quatro jogos, sendo que neste período sofreu três derrotas (Oeste, Chapecoense e CRB) e um empate contra o Cruzeiro. Dos 47 pontos contabilizados o Avaí conquistou 23 dentro de casa e 24 atuando como visitante. O time não tem destaque que mereça uma atenção em especial, exceto, o uruguaio Gastón Rodriguez que veio através de empréstimo do Racing da Argentina. O jogador é irmão de Maxi Rodriguez, que atuou por Grêmio e Vasco com certo sucesso. O atacante é o artilheiro do time anotando 5 gols.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*