Bellintani fala em investir mais no DADE e nega ter mudado perfil das contratações

"Vamos investir um pouco mais no Departamento de Análise e Desempenho (Dade)"

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Neste sábado, Guilherme Bellintani disputa reeleição à presidência do Esporte Clube Bahia para o triênio (2021-2013) contra Lúcio Rios, seu único adversário no pleito de 2020. Nos últimos dias, o atual mandatário concedeu diversas entrevistas e tentou convencer os torcedores a lhe darem mais uma oportunidade apontando caminhos para melhor o futebol do Esquadrão. Em entrevista ao Jornal Correio, um dos pontos abordados é o Departamento de Análise e Desempenho (Dade), que segundo ele, terá um maior investimento, caso seja reeleito.

 

“Vamos investir um pouco mais no Departamento de Análise e Desempenho (Dade) para fazer um papel ainda mais importante no clube para entregar um futebol com crescimento equivalente ao que tivemos fora do campo.”

Apesar de confirmar que fará mudanças radicais no clube, Bellintani afirmou que o Bahia vai continuar tendo a figura do diretor de futebol, mas com uma diretoria mais robusta e não pautada apenas em uma única pessoa.

“Vamos continuar com a figura do diretor de futebol. Acontece que hoje não temos praticamente ninguém na diretoria além do próprio diretor. O diretor toma as decisões, lógico que conversando com o Dade, comissão técnica do clube, presidente e vice-presidente, mas não há uma diretoria robusta. Não quero defender o modelo de um conselho gestor, não acredito nesse modelo, é preciso ter um responsável pelo trabalho, mas não quer dizer que liderar o trabalho significa executar sozinho. O modelo que vamos implantar é de uma diretoria de futebol mais robusta, trazer o Dade para uma posição mais elevada dentro do clube e trazer o trabalho que Dado Cavalcanti vem fazendo na coordenação técnica de futebol também para a mesa. O que queremos é que as decisões sejam mais discutidas para que a gente possa ter um resultado mais eficiente.”

Diego Cerri tem contrato até o dia 31. Bellintani não comentou sobre a possível saída do dirigente.

“Não vamos falar de nomes que permaneçam ou não permaneçam nem de nomes que cheguem ou não cheguem até a eleição. Se eu for reeleito, no dia seguinte início o trabalho de reestruturação da diretoria de futebol e começo a falar sobre quem vai ficar, quem não fica e quem vai compor essa diretoria.”

Questionado se o Bahia mudou o perfil de contratações, Bellintani discordou e afirmou que continua trazendo jogadores jovens.

“Eu discordo que a gente mudou o perfil. Continuamos trazendo jogadores jovens, o próprio elenco atual mostra isso. Nenhum elenco vai ser formado apenas por jogadores de “barriga vazia”. Quando a gente fala que não vai priorizar jogadores de “barriga cheia” é porque achamos que o elenco fica muito mais competitivo quando jogadores mais experientes servem para uma coluna vertebral, mas não são maioria do time. A gente não abusou de jogadores mais experientes, o que se viu foi que em alguns casos jogadores experientes não renderam e isso acaba marcando de forma mais acintosa. Nós vamos continuar com a formação de um elenco com características diferentes. O que precisamos é errar menos nas escolhas desses jogadores.”

Deixe seu comentário!

2 Comentário

  1. Fora belitani chega de tanta conversa e título que bom nada vc só trouxe perna de pau para o Bahia vergonha dentro de campo zaga mãe avenida nino Brasil trazendo jogadores fim de carreira e rejeitados no seu clubes devolva nosso hahia

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*