Aos 56 anos, Marcelo Veiga é mais uma vítima da COVID; Bragantino lamenta

Marcelo Veiga estava comandando o São Bernardo

O coronavírus segue emplacando vítimas dia a dia, sem pausa ou trégua, ainda que muitos acreditem que ele não existe quando não, que não passa de uma gripe mal curada. A mais nova vítima no mundo esportivo é o tecnico Marcelo Veiga que estava comandado o São Bernardo. O treinador morreu hoje aos 56 anos de covid-19. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Bragança Paulista.

 

Com passagens por diversos clubes do país, Veiga estava no São Bernardo desde o início do ano, vindo do Ferroviário-CE. Ele ainda comandou Botafogo-SP, Portuguesa e Bragantino, entre outros clubes.

A principal relação de Veiga no futebol ao longo da carreira foi com o Bragantino. Foram 516 jogos em seis vezes no comando do time do interior de São Paulo, coroados com acessos e o título da Série C do Campeonato Brasileiro, em 2007.

Como jogador, Marcelo Veiga iniciou a trajetória como lateral-esquerdo no Santo André, em 1982, e passou por clubes como Santos, Internacional, Goiás, Bahia e Atlético-GO. Ele pendurou as chuteiras em 1999

Através de nota, o clube lamentou a morte do treinador

O Red Bull Bragantino lamenta profundamente a morte do técnico Marcelo Veiga, nesta segunda-feira (14). Neste momento de luto e tristeza, o clube se solidariza aos familiares e amigos do treinador. Marcelo Veiga faz parte da história do Massa Bruta, tendo sido o técnico que mais vezes comandou a equipe, até hoje. Foram nada menos que 516 jogos em seis passagens pelo clube. Foi sob o comando dele que o time conquistou o Campeonato Brasileiro da série C, em 2007. Seu legado e importância são inegáveis para o clube, que presta sua homenagem desejando muita força aos amigos e familiares, e uma passagem de luz e paz ao treinador.
Obrigado, Veiga!

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*