Sob os olhares do Bahia, Vasco e Defensa y Justicia se enfrentam hoje à noite

Vasco enfrenta o time argentine hoje pelo jogo de ida das oitavas

Foto: CONMEBOL

Apesar de não ter feito uma boa partida, o Esporte Clube Bahia fez o dever de casa e venceu a boa equipe argentina Unión de Santa Fé pelo placar de 1 x 0, na última terceira feira, na Arena Fonte Nova, com gol marcado pelo atacante Gilberto cobrando pênalti. Agora, para avançar, o Esquadrão aceita um empate no segundo jogo que acontece no dia 1º de dezembro no Estádio 15 de Abril, na província de Santa Fé, na Argentina conhecido como um autêntico caldeirão pelas arquibancadas coladas no gramado e a pressão é total.

 

Pelo que presenciamos na terça-feira, é bem razoável acreditar que o tricolor de aço terá muitas dificuldades contra os argentinos, que apresentaram um bom futebol em Salvador, e até na competição eliminaram Atlético-MG e Emelec. Na hipótese indesejada da devolução da derrota pelo mesmo placar, a solução será encontrada na disputa por pênaltis, porém, caso o Bahia marque um gol só perderá a classificação se perder por 3 a 1, já que na Sul-Americana existe o critério de desempate do “gol qualificado”, algo que não existe mais na Copa do Brasil, por exemplo.

Sobrevivendo aos argentinos, como esperamos, o Bahia poderá ter pela frente outro argentino ou um brasileiro, já que o possível adversário sairá do duelo entre Defensa y Justicia e Vasco da Gama, que se enfrentam na noite desta quinta-feira, às 21h30, no Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, na Argentina, ainda comovida pela morte de Diego Maradona, inclusive, em homenagem ao jogador, a direção do clube argentino decidiu acender as luzes do seu estádio e assim será por toda a madrugada.

O Vasco, em péssimo momento no Campeonato Brasileiro da Série A, embarcou com o objetivo de retornar ao Brasil com alguma vantagem na bagagem, adquirindo assim tranquilidade para a partida de volta, marcada para o dia 03 de dezembro, em São Januário.

Diante do Defensa y Justicia, o time carioca não terá força máxima. Algumas jogadores importantes seguem afastados do grupo em virtude do período de quarentena provocado pela Covid-19, casos dos titulares Fernando Miguel, Martín Benitez e Talles Magno. Outro desfalque é meio-campo Andrey, que recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Caracas (VEN), no mais recente compromisso vascaíno pela Conmebol Sul-Americana. Os zagueiros Miranda e Leandro Castan, entretanto, foram liberados pelo departamento médico e estão à disposição da comissão técnica para o importante desafio.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*