São Paulo pode pedir anulação de jogo contra o Ceará

"Acho que no jogo de hoje a única certeza é que tem um erro absurdo"

Foto: Caio Rocha/Estadão Conteúdo

Próximo adversário do Esporte Clube Bahia, em duelo marcado para o próximo sábado, o São Paulo não engoliu o empate desta quarta-feira contra o Ceará, por 1 a 1, na Arena Castelão, em jogo adiado da 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o jogo, o diretor de futebol da equipe paulista, Raí admitiu que o clube pode pedir anulação da partida por um erro de direito cometido pela arbitragem ao anular um gol do atacante Pablo, no segundo tempo. Com o empate em Fortaleza, o São Paulo não conseguiu alcançar a liderança do Brasileiro.

 

No lance, o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães anula o gol de Pablo corretamente por impedimento. Mas, depois de consultar o VAR, valida o lance. Ele autoriza o reinício da partida, o que é efetivado pelo Ceará. Em seguida, porém, para novamente a partida e, em nova consulta ao VAR, anula o gol. O erro de direito, que é quando o árbitro erra na aplicação de uma regra, se dá, na visão do clube, quando ele muda uma marcação de campo após permitir o reinício do jogo.

“Acho que no jogo de hoje a única certeza é que tem um erro absurdo, de direito. Vamos buscar todos os questionamentos, gravações e o VAR. Temos que saber porque anulou, validou, voltou atrás. E porque autorizou, um erro de direito que tira a credibilidade da arbitragem mais uma vez”, disse Raí, diretor de futebol do São Paulo, após o jogo.

“Vamos estudar todas as possibilidades jurídicas. Vamos buscar tudo que aconteceu. Se foi validado é que tinha dúvida. O erro é o que aconteceu quando autorizou a partida. Está na regra. O São Paulo tem que ir atrás dos seus direitos e esclarecer todas as dúvidas que ficaram no ar.”

 

Deixe seu comentário!

1 Comentário

  1. este syte, é um lixo igual aõ time que vcs carregam no colo, um bando de galinas fujonas,e o pior com fome,e sem milho,come lixo no aterro,

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*