Eduardo Barroca deixa o Vitória e é anunciado pelo Botafogo

Botafogo anunciou nesta sexta-feira o retorno do treinador

Foto: Letícia Martins / ECVitória

Anunciado no início de outubro para substituir Bruno Pivetti, o técnico Eduardo Barroca está de saída do Esporte Clube Vitória. Em nota divulgada nesta sexta-feira, o Botafogo anunciou o desligamento de Ramón Díaz e toda a comissão técnica, e aproveitou para oficializar o retorno de Barroca, que teve passagem destacada pelo base do Fogão e treinou também a equipe principal. No Leão, foram 9 jogos, com apenas uma vitória, cinco empates e duas derrotas. A diretoria rubro-negra foi pega de surpresa, afinal, não esperava pela saída do treinador.

 

Ramón Díaz não chegou a comandar o Botafogo em nenhum jogo. Um dia após ser anunciado, o treinador argentino viajou para o Paraguai, onde passou por uma operação. Quem estava comandando o time carioca na beira do campo era o filho e auxiliar, Emiliano Díaz. Com ele, foram três derrotas em três jogos.

Confira a nota oficial do clube

O Botafogo de Futebol e Regatas comunica que o técnico Ramón Díaz e toda a sua equipe de auxiliares estão de saída do Clube. Lamentavelmente, em função do quadro de saúde do treinador argentino, que agora tem alta prevista para a partir do dia 7/12, o Clube entende que não pode mais esperar.

O Botafogo confia no pleno restabelecimento da saúde de Ramón Díaz, agradecendo a ele e seus auxiliares Emiliano Díaz, Osmar Ferreyra, Jorge Pidal, Damián Paz e Juan Nicolás Rommannazi pelo período em que estiveram no Clube.

O Departamento de Futebol Profissional informa que Eduardo Barroca é o novo técnico da equipe. O profissional retorna ao Botafogo após passagem na equipe principal, em 2019, e um trabalho reconhecido por conquistas importantes nas categorias de base. Barroca chega acompanhado por Felipe Lucena (auxiliar técnico) e Anderson Nunes (preparador físico). O novo comandante inicia as atividades neste sábado.

Comentários:

2 Comentário

  1. SANTO DE CASA E QUEM FAZ MILAGRE, TROUXE BARROCAS PRO LUGAR DE PIVETE E FOI PIOR, ANTES TIVESSE DEIXADO PIVETE, COM CERTEZA JA TERIA AJUSTADO O TIME, AGORA VAI TER QUE TRAZER O PIVETE DE VOLTA E CADA ADMISNISTRAÇÃO FULEIRA QUE TEM ESSE VITORIA VIU POR ISSO EU APOIO A CANDIDATURA DE AROBHA PRA PRESIDENCIA DO VITORIA

  2. Uniu o útil ao agradável,por que?
    Porque no Vitória, em nove jogos ou em 27 pontos disputados, foi um desastre: uma vitória, cinco empates e quatro derrotas ou seja, oito pontos ganhos com menos de 1/3 de aproveitamento.
    Só não deixou o time na zona maldita, graças à ruindade do Náutico, Figueirense e Botafogo de Ribeirão Preto que conseguem ser piores que o Vitória, estando há muitos jogos sem avançar.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*